Britânicos incendeiam torres 5G por associação ao surto de Coronavírus

Segundo dados avançados pela britânica BBC, foram incendiadas três torres de telecomunicações 5G na semana passada, devido a teorias de conspiração que têm estado a associar a tecnologia 5G à propagação do surto do novo Coronavírus. Esta teoria, mais uma de muitas espalhadas pelas redes sociais, prende-se com o facto de a cidade de Wuhan, onde o surto teve origem, ter recebido recentemente cobertura 5G.

Contudo, os números anunciados pela BBC são inferiores à realidade, estando operadores como a Vodafone UK a revelar que quatro das suas novas infraestruturas 5G foram incendiadas, no espaço de 24 horas. Também a EE, outra operadora britânica, anunciou que uma torre LTE foi incendiada em Birmingham, tendo sofrido danos consideráveis que impediram o fornecimento de dados aos utilizadores da região.

Estas situações levaram a que os quatro principais operadores britânicos (Vodafone, EE, Three e O2) se juntassem num comunicado conjunto a pedir para os cidadãos britânicos não atacarem as suas infraestruturas, nem os seus técnicos, visto estas serem fundamentais para garantir o funcionamento das comunicações entre as diversas forças de segurança e de saúde, numa altura crítica como a actual.