Apple e Google juntam-se para a criação de software de rastreamento da COVID-19

São raras as ocasiões em que gigantes rivais como a Apple e a Google anunciam parcerias, mas os tempos são outros, bem como as necessidades de combate à actual pandemia do novo Coronavírus. Foi através de um comunicado conjunto que ambas anunciaram estar a desenvolver software que permitirá efectuar o rastreamento digital de pessoas que estiveram em contacto com outros utilizadores infectados.

Para tal, será utilizada uma ligação Bluetooth LE (Low Energy), que estará sempre ligada, e permitirá a troca de informações entre dispositivos Android e iOS, para que os mesmos possam identificar se esteve em contacto com outro utilizador infectado. Estas trocas de informações são realizadas através de ligações devidamente encriptadas, mas os utilizadores precisarão de dar o seu consentimento para participar neste sistema de rastreamento. Não serão divulgadas dados pessoais nem localização dos utilizadores.

Através desta solução, um utilizador que seja diagnosticado com COVID-19, todos os utilizadores com quem tenha estado em contacto serão alertados para a situação, e quais os contactos que deverá usar para tirar todas as suas dúvidas. Para facilitar o desenvolvimento de aplicações, em conjunto com as autoridades públicas de saúde locais, tanto a Google como a Apple irão distribuir a API (Interface de Programação de Aplicação) já em Maio, para que as mesmas sejam disponibilizadas, quanto antes, nas suas lojas de aplicações. Soluções similares já estão em utilização na China e em Singapura.