MobilidadeReviews

Huawei P40 Lite

A Huawei lançou recentemente o P 40 Lite, a sua proposta para a gama média que mais parece algo muito mais caro. Tanto em acabamento como em funcionalidades.

Depois do Mate 30, o P40 Lite é o segundo smartphone que a Huawei lança desde que os Estados Unidos a colocaram na lista negra de empresas que não podem fazer negócios com empresas americanas, o que a impede de usar a versão completa do Android da Google.

Por isso, quando peguei neste P40 Lite pensei que iria ser complicado de testar porque, se fosse como quando testei o Mate 30, a esmagadora maioria das aplicações não iriam funcionar, incluindo algumas que usamos para avaliar o desempenho dos telemóveis que nos passam por cá.

O meu smartphone pessoal é um Huawei P30 Pro que (ainda) tem os serviços da Google, por isso pode executar todas as aplicações que os usam e também permite a instalação de novas aplicações a partir da Play Store. Usei a aplicação ‘Phone Clone’, incluída com todos os smartphones Huawei, que, como o nome indica, faz uma cópia completa das aplicações e dados de um smartphone Huawei para outro.

Passei apenas as aplicações, incluindo as que usamos para testes, e qual não foi o meu espanto que muitas das aplicações que no Mate 30 não funcionavam, funcionam neste P40 Lite. E sem ter de usar qualquer hack para instalar os serviços da Google.

Mas já lá vamos, o P40 Lite, como o nome indica, é a versão de gama média do P40 que está prestes a ser lançado e tem um ecrã OLED com 6,63 polegadas (1080 x 2310 píxeis) com um orifício no canto superior esquerdo para a câmara de selfies de 30 megapíxeis.

Uma particularidade deste ecrã é a presença de uma película de protecção que vem aplicada de fábrica. Embora esta película tenha uma utilidade óbvia, é algo espessa, por isso, se usar o sistema de gestos do Android está sempre a passar os dedos no rebordo, o que é algo desconfortável.

Na parte de trás está o sistema de câmaras que tem uma configuração muito semelhante à que pode ser encontrada nos novos iPhones. As câmaras estão incluídas dentro de um quadrado que sobressai da peça traseira, a única coisa que está fora desta peça quadrada é o flash.

Camara P40 Lite

O sistema de câmaras principal é composto por quatro unidades: uma grande angular com 48 megapíxeis, uma ultra grande angular com 8 megapíxeis, uma macro com 2 megapíxeis e uma câmara para detecção de profundidade com 2 megapíxeis.

Quanto a vídeo, este equipamento consegue gravar vídeo 1080p a 30 fps.

Huawei P40 Lite Lado

Do lado esquerdo estão os botões de controlo de volume e o botão para ligara e desligar, que inclui um sensor de impressões digitais.

P40_Baixo

Na parte de baixo está a entrada USB Type-C para a ligação ao carregador e transferência de dados. Neste smartphone a Huawei decidiu incluir uma entrada Jack de 3,5 mm para auscultadores, o que já se vai tornando cada vez mais raro.

Por falar em carregamento, o P40 Lite é compatível com o carregamento rápido 40 W que permite carregar 70% da bateria de 4200 mAh em meia hora. Este smartphone não é compatível com carregamento sem fios.

Dentro do P40 Lite está um SoC Kirin 810 fabricado pela HiSilicon, a empresa de desenvolvimento e fabrico de circuitos integrados da Huawei. Este chip inclui oito núcleos: 2 Cortex A-76 a uma velocidade máxima de 2,27 GHz e 6 Cortex A-55 que podem chegar aos 1,88 GHz. Os gráficos estão a cargo de um processador Mali-G52 MP6 que funciona a uma velocidade máxima de 850 MHz.

O P40 Lite tem 6GB de memória RAM e 128 GB de espaço de armazenagem que podem ser ampliados através de cartões de memória NM, um tipo de cartões de memória do tamanho de um cartão nanoSIM que, para já, são exclusivos dos smartphones Huawei. A capacidade máxima destes cartões é de 128 GB.

Os cartões de memória ocupam o espaço do segundo cartão SIM.

Em termos de comunicações, o P40 Lite pode comunicar através de Wi-fi e suporta as normas 801.11 a/b/g/n/ac em modo dual band (2,4 e 5 GHz). Existe também Bluetooth 5.0 LE e NFC. O sistema de posicionamento é compatível com todos os sistemas existentes hoje em dia: GPS, GLONASS, GALILEO, BDS e QZSS.

Como já disse, o sistema operativo é a versão open Source do Android 10 com a interface gráfica EMUI 10.

Utilização

Voltando ao início, desde que a Huawei deixou de poder contar com a Google que tem feito um esforço gigantesco para colmatar a falta dos serviços que todos os utilizadores de smartphones Android no ocidente (na China não há serviços Google) se habituaram a usar.

Se no início eu via bastantes dificuldades na adopção dos serviços substitutos da Huawei, com este P40 Lite as melhorias são evidentes. Tirando algumas apps da Google, como a app Google, o Gmail ou a Google Home, a maioria das aplicações que passei do meu P30 para o P40 Lite funcionam praticamente a 100%.

Também se passaram coisas um pouco estranhas, como o facto do Google Maps funcionar (?), mas se tentar usar uma app que use o serviço de mapas da Google, dá um erro a indicar que esse serviço não está instalado.

Mas as apps das principais redes sociais funcionam como deve ser, o email funciona como deve ser, o browser não é especial de corrida, mas existem muitos que pode instalar. O mundo não começa nem acaba no Google Chrome.

O Spotify também funciona, bem como as aplicações de streaming de vídeo da Amazon e da HBO. Infelizmente ainda não há Netflix.

Quanto a aplicações de bancos, experimentei a do Revolut, CGD e MBWay e todas funcionam sem problemas.

Podem ainda haver muitos potenciais clientes para este smartphone que se podem sentir desconfortáveis por não terem a Google a suportá-lo, o que se percebe, principalmente os que tenham menos conhecimentos de tecnologia, o que pode ser uma dificuldade para a Huawei. Mas ainda assim, foi feito um trabalho admirável de adaptação a uma nova realidade.

Tirando a inexistência da loja de aplicações da Google e de algumas aplicações habituais, a experiência de utilização é a mesma que em qualquer outro smartphone Android 10. 

O sensor de impressões digitais lateral é bastante rápido e preciso.

Uma última nota sobre um aspecto que já referi, a película que vem de fábrica torna a utilização dos gestos do sistema operativo Android algo desconfortável porque os rebordos arranham um pouco. A película devia ser maior para cobrir o ecrã até aos limites laterais, ou, em alternativa, ser um pouco menos espessa.

Fotografia

O P40 Lite inclui os principais modos de fotografia que se encontram nos smartphones Huawei: Retrato, Fotografia, Vídeo, Noite e Pro (que neste caso está incluído no menu ‘Mais’ onde estão os modos de fotografia extra. Existe um novo modo no ecrã principal que é o de realidade aumentada, que serve por exemplo para utilização com emojis 3D ou aplicar efeitos quando está em lives ou a gravar vídeos.

Normal

Imagem 1 de 6

A qualidade da imagem é bastante boa, embora as cores pareçam algo realçadas.

Um aspecto que notei é que quando se utiliza o zoom a estabilização da imagem é bastante mais rápida que por exemplo no P30 Pro.

Desempenho

Este smartphone não parece custar o que custa. Tem um ecrã excelente, embora haja uma aureola à volta do buraco para a câmara frontal, que se nota mais quando está a reproduzir imagens mais claras.

É um equipamento muito rápido, tanto em processamento geral, como em gráficos, como se pode ver pelas nossas medições. Impressionou o desempenho no teste 3D do Antutu, que é particularmente exigente, o P40 Lite nem parece um smartphone de 300 euros pela forma como o ultrapassou, sem dificuldades de maior. Obtendo até o valor mais alto no nosso ranking de smartphones de gama média.

A bateria dura 15 horas em utilização intensiva, o que não é nada mau para um smartphone deste preço.

A qualidade de imagem do ecrã está anos-luz do que outros oferecem nesta gama de preço.

PCMark Work 2.03D Mark Ice Storm UnlimitedPCMark Work 2.0 BateriaAntutu
77414059615 horas 12 minutos321868

Distribuidor: Huawei

Contacto: consumer.huawei.com

Preço: €329,99


Selo PCGuia Excelência

PCGuia

Classificação

Experiência de utilização8.5
Medições9
Preço/Qualidade10

Gostámos

  • Desempenho
  • Preço

A rever

  • A implementação dos serviços da Huawei avançou muito, mas ainda há muito trabalho a fazer para convencer os editores de aplicações a utilizá-los.

Ponto final

9.2O Huawei P40 Lite é um dos melhores smartphones de gama média que passou por cá. Oferece velocidade, tem uma bateria muito bem equilibrada para o hardware que foi colocado dentro deste smartphone. A câmara é boa para a maioria das utilizações. Percebe-se bem o esforço que a Huawei tem feito na adaptação a estes tempos “pós-Google”, mas ainda há muito a fazer

Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×