PCGuia

Europa quer que fabricantes de smartphones facilitem a troca de baterias

O site noticioso holandês Het Financieele Dagblad, obteve uma cópia de uma proposta que a Comissão Europeia vai apresentar em Março, que tem como objectivo obrigar os fabricantes de dispositivo móveis a desenhar produtos futuros que permitam uma troca de baterias fácil, de forma a reduzir o lixo electrónico produzido no território da União Europeia.

Hoje em dia, a esmagadora maioria dos fabricantes de smartphones usam caixas fechadas nos seus produtos, que impedem os utilizadores de substituírem as baterias sem invalidarem a garantia, ou que obrigam à utilização de ferramentas especiais para conseguirem trocar a bateria. Para além disto, alguns fabricantes não fornecem as baterias ao público, reservando-as apenas para os seus centros de assistência técnica autorizada.

Estas práticas fizeram com que o lixo electrónico aumentasse, visto que, em muitos casos, empurram os utilizadores para a aquisição de dispositivos completos, mesmo quando a solução passa apenas pela substituição da bateria.

Antes da utilização de caixas fechadas nos smartphones, qualquer utilizador podia comprar facilmente uma bateria para substituir a do seu dispositivo, sem perder garantia ou sem necessidade de utilizar ferramentas especiais e de ter conhecimentos técnicos.

A utilização de caixas fechadas nos telemóveis tornou-se prática corrente quando os fabricantes perceberam que, restringindo o acesso fácil dos utilizadores à bateria, o componente que se inutilizava mais rapidamente, conseguiam acelerar substancialmente o ciclo de trocas de dispositivos e assim aumentar também o lucro. 

Embora o texto final da proposta ainda não seja conhecido, uma das formas como a União Europeia pode vir a obrigar os fabricantes a facilitar aos utilizadores o acesso às baterias pode ser através da imposição de um formato de baterias comum. No entanto, isso pode ser difícil porque hoje as baterias são construídas para terem em conta as necessidades dos dispositivos, o espaço disponível dentro da caixa e mesmo dentro da mesma gama existem modelos com baterias diferentes uns dos outros. Já para não falar das questões relacionadas com patentes das tecnologias e ligações utilizadas.

Esta notícia surge depois de, no mês passado, a União Europeia ter começado a trabalhar em legislação que vai forçar os fabricantes a utilizarem ligações únicas para o carregamento das baterias de dispositivos móveis.

Ambas as propostas têm como objectivo final a redução do lixo electrónico na UE através da utilização de designs mais inteligentes, da reutilização de matéria prima e do aumento do tempo de vida útil dos dispositivos.

Exit mobile version