MobilidadeReviews

CAT S52

Um smartphone robusto num corpo elegante.

Classificação

Medições6
Experiência de Utilização8.5
Preço/Qualidade7

Gostámos

  • Robustez
  • Estrutura elegante

A rever

  • Preço

Ponto final

7.2Com o novo S52, a CAT tem finalmente argumentos para vingar num segmento de mercado mais generalista, com características e uma robustez única, mas um preço que poderá ser um forte entrave ao seu sucesso comercial.

Se, até ao momento, os smartphones da marca CAT (Caterpillar) sempre foram a escolha óbvia para utilizadores profissionais, que procuravam modelos robustos, com o novo S52 a CAT regressa com um smartphone que promete oferecer toda a robustez que sempre caracterizou os produtos da marca, com um corpo elegante, como que a “piscar o olho” a novos utilizadores na marca, que estão cansados da extrema facilidade de modelos mais generalistas.

Mantendo-se fiel ao design dos modelos da marca, com a robusta estrutura em alumínio a contrastar com o acabamento em borracha do painel traseiro, para garantir maior aderência, o novo CAT S52 destaca-se por pesar apenas 210 gramas (leve para um smartphone robusto) e por ter menos de 10 mm de espessura, um detalhe muito importante comparativamente aos 12,9 mm do anterior S41, ou dos 13 mm do S61.

Além do design diferenciador, estão presentes as habituais certificações militares e de robustez, como a norma MIL 810G, certificação IP68 (até 1,5 metros de profundidade durante 35 minutos), e certificação de resistência em quedas até metro e meio de altura em chão de cimento.

Testámos algumas quedas em soalho flutuante, bem acima do metro e meio de altura anunciado, e não encontrámos um único arranhão na estrutura ou vidro, vidro esse Gorilla Glass 6 com protecção adicional e uma ligeira moldura de plástico para uma protecção adicional do mesmo.

Se por fora, embora mais estreito, estamos perante um verdadeiro CAT, no interior este S52 reserva algumas surpresas, como o processador Mediatek Helio P35 de oito núcleos, 4GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento, extensível mediante a utilização de um cartão MicroSD. Enquanto sistema operativo, temos uma versão pura do Android 9.0, com a CAT a anunciar que este será actualizável para Android 10, assim que disponível. Falta apenas falar na presença de um eficaz sensor de impressões digitais no painel traseiro (o primeiro num CAT), bem como de uma competente câmara traseira de 12 MP, composta por um sensor Sony com abertura f/1.8, que garante imagens de uma qualidade bastante satisfatória, mas que revela algumas limitações em locais mal iluminados.

Já a bateria, embora com apenas 3100 mAh, revelou uma autonomia superior ao esperado, fruto da boa gestão energética do processador da Mediatek.


Distribuidor: CAT Phones

Site: catphones.com

Preço: €549


Benchmarks

  • 3D Mark Ice Storm Unlimited – 12 920
  • Antutu Benchmark – 103 322
  • PCMark Work 2.0 – 5717
  • PCMark Work 2.0 Battery – 714 minutos

Ficha Técnica

Processador: Mediatek Helio P35 (4 x 2,3 GHz Cortex-A53 + 4 x 1,8 GHz Cortex-A53)
Memória: 4 GB
Armazenamento: 64 GB (expansível por MicroSD)
Câmaras: 12 MP f/1.8 (traseira), 8 MP f/2.0 (frontal)
Ecrã: 5,7” IPS (1440 x 720), 285 ppi
Bateria: 3100 mAh
Dimensões: 158,1 x 76,6 x 9,7 mm
Peso: 210 gr

PCGuia