Há uma app para tudoOpinião

Água mole

Temos, finalmente, uma aplicação financeira formatada para o sistema português.

Cala-te boca. Falava, no mês passado que a banca tradicional não dava ponto sem nó, nem transações sem comissões. Que a app Dabox era mais do mesmo (Revolut, N26), limitada ao universo da CGD, que «o que a Caixa queria sabia eu» e, este mês, dou de caras com a app Moey!. A cereja, e só para contrariar, vem da banca tradicional e de onde talvez menos esperasse: o Crédito Agrícola. A agricultura pode estar em declínio, a banca desta está atenta.

Sendo que a Moey! é essencialmente uma solução que replica muitas das funcionalidades existentes nas das fintech atrás mencionadas, gostaria de apontar as diferenças que me fizeram desde logo gostar dela. Em primeiro lugar é nossa, portuguesa, logo seguida do processo de adesão. Não sendo tão básico ou simples quanto o da Revolut é, do ponto de vista da segurança, mais confiável.

Faltavam poucos minutos para as nove da manhã quando tentei finalizar a adesão à conta; recebi logo uma mensagem a avisar de que só entre as 9 e as 23:59 teria um agente Moey! disponível. Esperei uns minutos e prossegui. O processo é reconfortante. Para finalização do mesmo, é feita uma vídeochamada com o tal agente Moey!, no meu caso, a Joana que mostrou competência, segurança e fluidez no processo. Solicitou a autorização da gravação da chamada e a utilização da câmara para me tirar uma foto a mim e ao meu cartão de cidadão. Este processo é acompanhado do envio de um código por mensagem e tudo decorre com os dados a serem transmitidos entre o seu smartphone e o sistema do CA em tempo real, durante a vídeochamada. O que percepcionei foi segurança e a confiança de que se as coisas foram bem pensadas, foram melhor executadas.

Agrada, depois, saber também que temos, finalmente, uma aplicação desta natureza formatada para o sistema português, com a necessária integração do Multibanco – e de todos os serviços nestes disponíveis -, do MB Way e, com a indicação por parte dos responsáveis do Crédito Agrícola de que estas contas terão sempre todos os serviços da banca do dia-a-dia e transacional gratuitos.

Como assume o próprio CA, «os bancos acordaram tarde para a revolução das fintech», mas com soluções destas, concordo eu, poder-se-ão manter relevantes.

É caso para dizer, tanto Moey! até que fura.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×