Logitech MX Keys + MX Master 3

A série MX é uma das mais antigas da Logitech e inclui os modelos de rato topo de gama. Lançada originalmente em 2002 com os modelos MX 300, 500 e 700, só com a chegada do MX 1000, em 2004, é que a Logitech conseguiu fazer com que a série MX se tornasse a referência dos ratos para computador.

Com a chegada do novo MX Master 3, a Logitech dá continuidade a esta ‘linhagem’, com um novo periférico que promete continuar a ser a referência de mercado, no que respeita a ratos para uma utilização quotidiana e profissional, não sendo o modelo mais indicado para os adeptos de videojogos.

Começando pela ergonomia, este MX Master 3 está ainda mais inclinado, tendo igualmente sido alterados os materiais e acabamentos, para que o mesmo se adapte melhor à palma da sua mão. Isto levou a que a localização e o acabamento dos botões tivessem sido igualmente adaptados, sendo agora mais fáceis de alcançar. Um dos elementos mais característicos da série MX é a roda de scroll, que embora mantenha o botão para alternar entre o modo livre e o modo linha-a-linha, trocou a anterior solução mecânica por uma roda magnética, que além de ser significativamente mais precisa e rápida, tem um funcionamento completamente silencioso.

Existe ainda uma segunda roda de scroll colocada junto ao polegar, podendo esta assumir diversas funções, como a de zoom durante a edição de um texto ou a de navegar entre separadores no browser.

Keys, o primeiro teclado da série MX
Desta vez, o rato MX veio acompanhado do MX Keys, o primeiro teclado desta gama, que promete garantir conforto, funcionalidades e precisão a todos os utilizadores profissionais.

Indicado para criativos, engenheiros e programadores, este teclado tem um design minimalista, mas com um espaçamento e dimensão de teclas perfeitos. Recorrendo a uma base única metálica, as teclas de membrana usadas têm um curso relativamente curto, mas bastante agradável e confortável, tendo estas ainda a particularidade de terem uma curvatura equivalente à curvatura da ponta dos seus dedos, tendo por fim um acabamento mate para que o toque seja ainda mais agradável.

Este teclado tem ainda a particularidade de ser retroiluminado, mas inclui um sistema inteligente que só acende quando aproximamos as mãos, adaptando o brilho tendo em conta a luminosidade ambiente.

Funções partilhadas
Por serem da mesma família, a Logitech decidiu incluir funcionalidades iguais e (algumas) partilhadas, como o sistema Flow, que permite trabalhar com vários computadores ao mesmo tempo, independentemente do sistema operativo (Windows e Mac), permitindo igualmente o arrastamento de ficheiros, documentos e imagens entre os mesmos usando apenas o rato.

Algumas funções adicionais, como o clipboard, são igualmente partilhadas, podendo copiar um ficheiro ou parte de um texto, colando nos restantes dispositivos. Outra similaridade é o facto de ambos funcionarem em modo wireless, recorrendo ao popular receptor Logitech Unifying, de dimensões minúsculas, que pode funcionar até uma distância de dez metros.

Em termos de autonomia, o MX Master 3 garante até setenta dias de autonomia, bastando um minuto de carga para garantir três horas de uso. Já o MX Keys oferece dez dias de autonomia, valor esse que poderá aumentar para uns impressionantes cinco meses caso desactive o sistema de retroiluminação. Ambos são alimentados por um cabo USB-C.


Distribuidora: Logitech

Site: logitech.com

Preço: €109


Ficha Técnica

Resolução: 4000 dpi
Tipo de sensor: Darkfield óptico
Iluminação RGB: Não
Botões programáveis: 7
Peso: 141 g
Cabo: USB-C (para carregamento)
Dimensões: 124,9 x 84,3 x 51 mm