Cibersegurança: MSP europeus continuam a ter dificuldades em convencer os clientes

Um relatório da Kaspersky revela que, apesar do aumento do outsourcing nas áreas de TI e segurança informática, as empresas europeias ainda não confiam a 100% na experiência dos seus fornecedores de serviços externos (MSP).

Um em cada dois MSP tem dificuldade em convencer os clientes a adoptarem as soluções que melhor se adaptam às suas necessidades.

A aquisição de conhecimentos especializados em TI é um dos factores-chave para que as organizações optem por profissionais externos. O relatório da Kaspersky revela que um terço (32%) das empresas com menos de 500 colaboradores o faz porque carece de experiência interna.

Apesar de existirem várias razões para as empresas contratarem estes parceiros, a verdade é que para os MPS tem sido um desafio recomendar os seus serviços aos clientes, de tal forma que muitos se sentem incapazes de convencer as empresas a adoptarem soluções de TI mais eficazes. Prova disso é que 30% identifica a falta de entendimento com os clientes como o principal ponto fraco do seu negócio.

Em alguns casos, também a falta de conhecimento das organizações sobre a importância da segurança consiste noutra dificuldade para os MSP. Destes, quase dois terços acreditam que os próprios utilizadores estão na origem da maioria dos problemas relacionados com tecnologia, sendo que 69% consideram que aqueles que não seguem as políticas de segurança se revelam um problema para a segurança dos clientes.

“Ainda que seja um desafio que os clientes escolham as soluções recomendadas de segurança, é importante que os MSP lhes ofereçam os melhores serviços de assessoria possível, o que inclui toda a informação necessária para que estes tomem uma decisão consciente e adoptem os serviços mais adequados em função das suas necessidades”, referiu José Antonio Morcillo, Head of SMB da Kaspersky Ibéria.

Exit mobile version