BPI e Agência Nacional de Inovação apoiam startups portuguesas através dos Prémios Empreendedor XXI

O BPI vai voltar a distinguir as jovens empresas inovadoras nos Prémios Empreendedor XXI. A iniciativa é organizada pelo BPI e pelo DayOne – divisão do CaixaBank especializada em empresas tecnológicas e respectivos investidores, e conta com o Alto Patrocínio do Ministério da Economia.

A iniciativa conta também com o apoio da Agência Nacional de Inovação (ANI), através do programa Born from Knowledge (BfK).

Os prémios destinam-se a empresas com menos de três anos de actividade e distinguem os seus projectos em duas categorias: territorial (2 regiões em Portugal e 17 em Espanha) e sectorial (6 sectores, a nível ibérico). As empresas interessadas poderão apresentar a sua candidatura até 4 de Dezembro.

Para além dos prémios monetários (cinco mil euros para os vencedores territoriais e quinze mil euros para os vencedores sectoriais), os vencedores terão acesso a programas de acompanhamento internacional que, de acordo com o seu perfil, os levarão a Silicon Valley para participar num programa organizado pela ESADE em colaboração com a Singularity University, ou à Universidade de Cambridge, onde é ministrado o curso Ignite Fast Track. Este prémio será também atribuído a 2 finalistas de cada categoria sectorial.

Nas categorias territoriais em Portugal serão distinguidas as duas startups com maior impacto na área geográfica de origem, uma na zona Norte e Centro e outra em Lisboa, Sul e Ilhas.

As empresas candidatas concorrem igualmente, a nível ibérico, aos prémios sectoriais, nas categorias AgroFood (indústria agroalimentar), Health (saúde), Senior (serviços para pessoas com +65 anos), Mobility (soluções de mobilidade), PropTech (serviços para o sector imobiliário) e Impact (projectos de impacto social).

Os vencedores serão conhecidos no primeiro semestre de 2020, no âmbito dos “Innovation Summits” que vão reunir os principais players do ecossistema empreendedor, tecnológico e investidor.