McAfee actualiza portefólio de soluções de segurança com novidades importantes

O acesso à internet é uma realidade para cada vez mais pessoas, estando as últimas estatísticas a indicar que já cerca de 51% da população global está ligada à internet, numa proporção de 52% através de dispositivos móveis, 43% através de computadores (portáteis e de secretária), 4% em tablets e os restantes nos mais variados dispositivos existentes, como soluções IoT.

Com números destes, é natural que a cibercriminalidade continue a crescer, com as ameaças de Malware a registarem um crescimento de 30% nos últimos 12 meses. Cada vez mais avançadas, estas ameaças estão a mudar a abordagem, com ataques mais específicos, como o caso da mineração de criptomoedas, que utiliza os recursos dos equipamentos das vítimas sem que estas se apercebam, ao contrário do Ransomware, que implicava maior contacto e risco do autor dos ataques de malware.

Através destas alterações no tipo de malware, foi necessário alterar-se os comportamentos dos utilizadores no acesso à internet, bem como na abordagem das soluções de segurança, conforme Marc Vos, Consumer Product Manager da McAfee anunciou durante a apresentação do seu novo portefólio de soluções de segurança. Estas foram desenvolvidas para garantir toda a segurança e privacidade dos seus utilizadores, independentemente do ponto de acesso à internet utilizado, como as redes Wi-Fi públicas.

Para garantir tais afirmações, a McAfee aplicou, pela primeira vez, uma solução de VPN nos seus produtos de consumo, recorrendo à eficaz tecnologia de VPN da Tunel Bear, uma aquisição realizada no início do ano passado. Esta solução, designada por McAfee Safe Connect, permite uma ligação segura e privada, sem limite de dados, usando a tecnologia de túnel proprietária, podendo esta ser activada de forma automática, sempre que for detectada uma ligação a uma rede Wi-Fi não verificada pelo utilizador. Disponível igualmente para dispositivos móveis, poderá criar excepções (apenas para dispositivos Android) para aplicações que não suportem o uso de VPNs, como o caso do Netflix.

Para evitar os ataques de mineração de criptomoedas, muitas vezes com scripts embebidos em páginas web, a McAfee lançou o Cryptojacking Blocker, que detecta mais de 150 scrips e variantes de criptojacking, bloqueando as páginas web que estejam infectadas com estes scripts, Isto permitirá evitar ataques que muitas vezes poderão causar danos (por sobreaquecimento) nos equipamentos, como esgotar a bateria em dispositivos móveis, e aumento significativo dos dados consumidos pelo acesso à internet.

Mas, como nem todos os utilizadores têm as mesmas necessidades, a McAfee decidiu investigar o que a crescente comunidade de adeptos dos videojogos deseja, uma protecção eficaz, mas que não interfira negativamente no desempenho do computador. Foi a pensar nesses utilizadores que a McAfee criou o McAfee Gamer Security, uma solução com uma interface pensada para os gamers, que tem como prioridade optimizar o desempenho do equipamento, optimizando os recursos do mesmo, reduzindo o impacto causado pelas diferentes aplicações em funcionamento, com monitorização constante do sistema e dos recursos, ao mesmo tempo que garante uma protecção eficaz a ataques de Malware.

Estas soluções já se encontram disponíveis em Portugal, tanto online como nas lojas, estando disponíveis na variante McAfee AntiVirus Plus, com protecção básica para computadores Windows e Mac, bem como dispositivos móveis, na variante McAfee Internet Security que adiciona a ferramenta de anti-spam e gestor de palavras-passe, e na variante Total Protection, que inclui a ferramenta File Lock e o sistema Safe Family. Esta última variante é a que pode incluir o McAfee Safe Connect (VPN), embora isso implique um custo adicional. Já o McAfee Gamer Security, embora não esteja disponível em Portugal, poderá ser adquirido através da loja online da McAfee, por 59,99 dólares, para um ano de utilização num só equipamento.