Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Notícias

Dicas para começar a trabalhar em casa como freelancer

Cada vez mais empresas têm freelancers em sua força de trabalho. Saiba como tornar-se um e ser bem-sucedido.

A Internet possibilitou uma enorme série de mudanças em todos os tipos de áreas. Empréstimos podem ser feitos sem sair de casa, é possível conversar com uma pessoa por vídeo, em directo, do outro lado do mundo… até as relações de trabalho mudaram muito. Pode até encontrar as ofertas do supermercado, seja o Intermarche folheto, através do seu telemóvel.

Hoje é cada vez mais comum ver a definição “nómada digital”. Isso quer dizer uma pessoa que trabalha em iniciativas digitais e, por poder fazer tudo com computador, não precisa ir até um escritório. Assim pode aproveitar e viver na cidade e país que quiser. Há toda uma comunidade sobre o nomadismo digital, com pessoas expondo seus lugares predilectos, onde ficar hospedado e mais informações.

É claro que não é necessário já pensar nas malas para viagem se não quiseres trabalhar em um escritório. Cada vez mais empresas optam por equipas remotas em projectos designados e, assim, alcançar resultados mais expressivos. E tu podes fazer parte de uma delas. Para isso é necessário.

Trabalhar no seu profile

O mundo das redes sociais fez a palavra profile ser mais usada e ter sua devida importância. O seu perfil online é visto por muitas pessoas e ele pode ser usado profissionalmente também, especialmente em redes como o LinkedIn.

Trabalhe nele. Coloque seus trabalhos, crie um portfólio, peça uma recomendação de um antigo chefe. Tudo ajuda a melhorar seu profile e ser melhor visto (a) por quem tem interesse na sua capacidade.

Conheça redes de freelancers

O velho boca a boca importa muito, já que assim podes criar uma cartela de clientes e ser lembrado (a) sempre que surgir um trabalho que exija uma pessoa com seu conhecimento. Se seus amigos sabem que fazes websites incríveis, crias textos maravilhosos ou sabes editar vídeos, fica mais fácil conseguir trabalhos.

Também é necessário conhecer alguns sites de freelancers. Plataformas como o Upwork ou Freelancer.com colocam empregadores e empregados no mesmo lugar. Uma pessoa ou empresa coloca o que quer que seja feito, o valor que pode pagar e o prazo. Ao ver esse anúncio o profissional pode aceitar ou então negociar as condições e fazer um acordo.

O Upwork, por exemplo, tem três milhões de trabalhos novos por ano e mais de mil milhões em pagamentos feitos. O seu sucesso agora está presente na Bolsa de Valores.

Crie a sua própria estrutura

Sim, há a possibilidade de trabalhar da cama ou da mesa da cozinha. Mas é importante criar uma estrutura para ter um melhor aproveitamento e dar um ar de profissionalismo a seu trabalho.

Crie seu lugar de trabalho na sua casa ou fora dela. Invista em um computador de alta capacidade – esse investimento será retornado em velocidade de trabalho e eficiência – e nos melhores gadgets tecnológicos para melhorar sua produção.

Não se esqueça que é necessário uma rotina, porque é muito fácil cair na cama ou atacar o frigorifico e simplesmente distrair-se. O melhor a fazer é separar o tempo do dia para trabalho, fazer exercício físico, cozinhar uma refeição saudável – produtos não faltam nos supermercados, é só ter a vontade de olhar o continente folheto e escolher – e a hora de simplesmente parar e descansar.

Sem essa rotina, tudo ficará mais difícil e seu trabalho não andará para frente.

Pense no seu próprio negócio

Ao mesmo tempo que tens clientes, podes pensar também na tua própria iniciativa. Se for digital, ainda melhor. Por exemplo, pode criar uma loja virtual de algum produto específico. Ou então investir na criação de conteúdo em vídeo ou redes sociais e tornar-te um influenciador.

Nichos a serem explorados não faltam. Por exemplo, a empresa eslovaca Kimbino pegou os folhetos com ofertas de supermercado e lojas e colocaram essa publicação online. Se antes precisava ir até a loja com um calhamaço de papel que representava uma árvore a menos, agora pode ver folhetos de supermercados no telemóvel.

Não há ideias ruins, só execuções fracassadas. A internet possibilita o contacto com os maiores grupos, mas também os menores. E tu podes ser o responsável por monetizar esse nicho de interesse.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×