DesktopsReviews

Lenovo AIO 520-27

Com o novo AIO 520-27, a Lenovo mostra como é possível criar um all-in-one sem precisar de recorrer aos limitados componentes dos computadores portáteis.

Classificação

Medições6
Experiência9
Preço8

Gostámos

  • Linhas atraentes
  • Desempenho

A rever

  • Preço

Ponto final

7.7Com este 520-27 ICB, a Lenovo conseguiu, finalmente, convencer-me de que o formato AiO afinal merece ser considerado para utilizadores que precisem de um PC elegante, funcional e capaz de correr um ou outro jogo nas horas vagas.

O formato all-in-one (AiO) tende a não conseguir-me convencer. Apesar de ter vantagens óbvias em termos de organização, arrumação e facilidade de utilização, tem um desempenho limitado, culpa do pouco espaço que existe atrás do ecrã e que, tradicionalmente, é ocupado com elementos usados computadores portáteis. Como deverá imaginar, isto significa que os AiO tendem a trazer processadores de desempenho limitado – são raras as vezes em que vemos uma controladora gráfica dedicada. Felizmente, com o AIO 520-27 ICB, a Lenovo conseguiu convencer-me de que um AiO pode, afinal, servir para as minhas necessidades.

Visual cativante
Visualmente cativante, o chassis deste Lenovo está bem dissimulado pelo elegante ecrã IPS de 27 polegadas de resolução Quad HD (2560 x 1440), capaz de reproduzir imagens de elevada qualidade, num painel com uma moldura minúscula, sendo apenas notória a barra de som colocada na parte inferior.

No topo, temos uma webcam de formato pop-up e resolução FullHD, tendo esta a particularidade de estar completamente escondida quando recolhida, e de ser compatível com a tecnologia Windows Hello, para autenticar o login no Windows 10. Este Lenovo inclui ainda um microfone de longo alcance que permite captar comandos de voz (para usar o Cortana, por exemplo) até uma distância de cinco metro do equipamento. Existe ainda a particularidade de este Lenovo incluir uma entrada HDMI, permitindo assim ligá-lo à sua consola de jogos de última geração, utilizando o ecrã como uma televisão ou monitor de jogos.

Desempenho inesperado
Por utilizar componentes desktop, como um processador Intel Core i7-8700T com chipset Intel B360 e 16 GB de memória RAM, não foi de estranhar que este computador da Lenovo acabasse por surpreender nos nossos testes de desempenho. No caso do PCMark 10, os valores foram bastante altos, mas o facto de contar com uma controladora gráfica dedicada, uma AMD Radeon RX 550 com 4 GB de memória, permitiu atingir valores elevados nos testes com o 3DMark.

Infelizmente, esta Radeon não conseguiu repetir a façanha nos exigentes jogos usados, com valores a impedirem uma utilização fluída. Este é um problema que pode resolver facilmente se optar por diminuir as definições gráficas dos jogos: isto permitiu-nos conseguir aumentar de 21 para 43 fps em Shadow of Tomb Raider.


Distribuidor: Lenovo

Site: lenovo.com/pt

Preço: €1699


Benchmarks

  • PCMark 10: 4966
  • PCMark 10 Productivity: 7511
  • 3DMark Fire Strike: 4624
  • 3DMark Sky Diver: 14 586
  • FarCry 5 1080p Ultra: 27 fps
  • Shadow of Tomb Raider 1080p DX12 Highest: 21 fps

Ficha Técnica

Processador: Intel Core i7-8700T a 2,4 GHz (4,0 GHz)
Memória: 16 GB DDR4 2666 MHz
Armazenamento: 512 GB SSD PCIe
Placa Gráfica: AMD Radeon RX 550 4 GB GDDR5
Ecrã: 27 polegadas IPS (2560 x 1440)
Ligações: HDMI In, HDMI Out, Gigabit Lan, USB 3.0 Type-C, USB 3.1, USB 3.0, 2 x USB 2.0, jack 3,5 mm e leitor de cartões
Dimensões: 615 x 474 x 64 mm
Peso: 8,83 Kg

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×