ImagemReviews

Philips 499P9H

Testámos o monitor curvo de 48 polegadas da Philips.

Classificação

Qualidade de imagem9
Experiência de utilização8
Preço/Qualidade8

Gostámos

  • Qualidade da imagem
  • Quantidade de ligações

A rever

  • Algumas incompatibilidades na ligação USB

Ponto final

8.3Se joga e quer um monitor que lhe dê um grande campo de visão periférico, ou se trabalha com folhas de cálculo com muita informação, então este monitor é, definitivamente, para si. A qualidade da imagem e as cores são muitíssimo boas.

Existem monitores grandes e depois há o Philips 499P9H. Este tem 48 polegadas com 32:9 de rácio, o equivalente a, sensivelmente, a dois monitores de 27 polegadas lado a lado, o setup que este monitor tem o objectivo de substituir.

O painel VA LED curvo está certificado HDR 400 e para quem quiser jogar oferece compatibilidade Freesync, o sistema de sincronia de tecnologia AMD. O valor da resolução é impressionante: 5120 x 1440.

Além das habituais entradas HDMI, DisplayPort e USB 3.1, existe também uma entrada USB Type-C para que se consigam ligar computadores portáteis que não tenham saídas de vídeo dedicadas. Mais que receber o sinal de vídeo, serve também para transformar o monitor num hub USB e ainda há uma placa de rede com fios que pode ser usada através de uma tomada RJ-45.

Em termos de características está também presente uma câmara que é compatível com o sistema de autenticação Windows Hello, que permite fazer o reconhecimento facial do utilizador para que este não tenha de inserir a password cada vez que quiser usar o computador.

A qualidade de imagem deste monitor é soberba: as cores são profundas e tudo é bastante rápido. Inicialmente, o tamanho do painel parece algo exagerado: a largura é tal que, por vezes, trabalhar no Philips 499P9H assemelha-se a um jogo de ténis – mas rapidamente nos habituamos e depois é tudo completamente natural. A largura torna-se ideal para ter várias páginas abertas ao mesmo tempo ou ter uma folha de cálculo com várias dezenas de colunas sempre visíveis.

No entanto existem alguns problemas, que passam todos pela interface USB. Muitos dos periféricos que tentei ligar ao monitor não foram reconhecidos e, dos que foram, alguns deixaram de funcionar de vez em quando. Quase de certeza que estes problemas têm que ver com a função de gestão de energia das portas USB, porque depois de a desligar, através do sistema de configuração do monitor, tudo ficou a funcionar melhor. Mas, ainda assim, alguns dispositivos recusaram-se sempre a trabalhar como deve ser.


Distribuidor: Philips

Contacto: philips.pt

Preço: €1099


Ficha técnica

Ecrã: 48,8”/124 cm (5120 x 1440)
Tecnologia: VA LCD
Entradas: DisplayPort 1.4, 2 x HDMI 2.0 b , USB-C 3.1 Gen 2, 4 x USB 3.1, jack 3,5 mm, RJ45
Tempo de resposta: 5 ms

PCGuia
Pedro Tróia
Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×