Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019
Jogos

Playstation 5 da Sony: o que esperar?

Já são conhecidas as especificações oficiais da nova Playstation 5 (PS5). A nova PS5 virá equipada com um octa-core da AMD com litografia de 7 nm Zen 2, de terceira geração (mais precisamente, de gama Ryzen). Para alem da capacidade de computação, a nova PS5 será compatível com a tecnologia de Ray-tracing (mais abaixo), possuirá retrocompatibilidade com os jogos da PS4, e suportará uma resolução 8K.

Com um preço que poderá rondar os € 500, ou os 2200 Reais, em declarações publicas, Mark Cerney, o arquitecto chefe da PS5, quis deixar bem claro que a PS5 não será uma actualização da PS4, mas sim um passo em frente nas gerações de consolas. Alem do mais, para atingir este fim, o seu grupo de trabalho tem vindo a investir os seus esforços ao longo dos últimos 4 anos, estando agora nos últimos preparativos, para apresentar a PS5 em 2020.

Os fãs já estranhavam a demora da Sony dar novidades sobre o desenvolvimento de uma nova plataforma da Playstation, e agora já se começa a perceber o porquê. Ainda que tenham estendido o prazo de vida da PS 4 com a PS4 Pro (o mesmo fez a Microsoft com a Xbox One S), é hora de uma nova geração de consolas.

Mas vejamos o porquê desta consola ser revolucionaria. Um novo CPU, (o supracitado octa-core da AMD com litografia de 7 nm Zen 2) e um novo GPU (gama Navi, da Radeon), acompanhado de um aumento da capacidade de disco, bem como o tipo de disco usado. Podemos esperar um novo patamar de desempenho gráfico e de performance nos jogos da PS, nunca antes alcançado. A alta capacidade do seu octa core, permitirá computar dados de uma forma nunca antes vista numa consola. Os limites do número de entidades, de interacções, de cálculos, serão elevados em grande medida em comparação com consolas anteriores. Alem do mais, e segundo Cerny, graças ao novo processador, a experiência sonora será completamente nova, com uma envolvência única até ao momento.

Por outro lado, e pela primeira vez, uma consola poderá utilizar a tecnologia de Ray-tracing, utilizada nos computares pessoais e, por exemplo, no cinema de Hollywood para os seus efeitos especiais. Trata-se de um motor gráfico que simula a acção da luz no ambiente para renderizar os objectos que se encontram no ambiente. Isto permite uma qualidade gráfica e um realismo sem precedentes.

A nova PS5 contará também com um disco rígido de alta capacidade, do tipo solid state disk (SSD). Para quem não conhece (ainda) esta tecnologia, este tipo de discos conta com uma velocidade de acesso e de processamento de dados muito superior aos convencionais. Isto permitirá arranques mais rápidos, tempo de carregamento nos jogos mais curtos, bem como melhorias na performance geral.

As expectativas são deixadas bem alto, mas como referido, ainda teremos de esperar pelo menos até ao próximo ano, para poder por as mãos na nova máquina da Sony. Até lá, resta-nos esperar e sonhar.

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×