MobilidadeReviews

Honor View 20

A Honor quer afirmar-se como uma marca em nome próprio, depois de se ter separado da Huawei. Este smartphone é um dos primeiros filhos desta “revolução” chinesa.

Classificação

Medições7.3
Experiência de Utilização7.8
Preço / Qualidade9

Gostámos

  • Câmara
  • Design

A rever

  • Apps Huawei

Ponto final

8Se o Mate 20 da Huawei era um telefone cheio das melhores tecnologias disponíveis na altura do seu lançamento, o Honor View 20 não fica atrás, neste campo. Este smartphone é um verdadeiro tanque high-tech com um detalhe que vai agradar a muitos sejam jovens ou não: ser tão bom como o Mate 20 e custar metade.

Para muitos de nós, a Honor é aquela marca sub-chinesa da Huawei para jovens cujos smartphones apenas estão à venda online. Para quem ainda pensa assim, há novidades: em 2019, a Honor quer valer por si e começou um processo de separação da Huawei que a torna, hoje, autónoma para tomar as suas próprias decisões e seguir uma estratégia própria de marketing e vendas.

Para começar este caminho a solo, a Honor conta com um smartphone que ainda vive muito à sombra da Huawei e em que alguns detalhes nos deixaram confusos sobre se esta “divisão de poderes” é assim tão clara.

Honor por fora, Huawei por dentro

No evento de apresentação do Honor View 20 em Paris, onde estivemos presentes a convite da marca, foi-nos dito pelos responsáveis (pode ler uma entrevista com o presidente para a Europa Ocidental no nosso Queremos Respostas, na página 16) que era tempo de novos voos e que a marca já tinha valor para se apresentar ao mercado per si. Mas, assim que configuramos o smartphone e nos pomos a explorar as aplicações vemos, por exemplo, que a “ex-casa-mãe” ainda está muito presente.

Por exemplo, temos de ter uma conta Huawei para nos registarmos no telefone, a loja de aplicações alternativa ao Google Play é a AppGallery, cujo ícone é um saco com o logótipo da… Huawei e até existe a aplicação de apoio ao cliente HiCare cujos dados são controlados pela… Huawei Tech Portugal. Portanto, há muita Huawei a viver na Honor, para o bem e para o mal.

Câmara de topo

Para o bem, aquilo que mais nos interessa, isto nota-se nas tecnologias usadas pelo View 20. Tal como acontece com o Mate 20 Pro, também este telemóvel está carregado de hardware popularizado pela Huawei, com o processador Kirin 980 a ser a estrela da companhia. A câmara, apesar de não ter a assinatura da Leica, como acontece com o seu meio-irmão, tem sensivelmente o mesmo desempenho e consegue óptimas fotografias, especialmente em condições de luz mais fracas: a abertura de f1.8 ajuda a explicar os bons resultados.

Mas, falar de fotografia no View 20 é falar de um sistema chamado TOF (time of flight) que permite gravar um objecto, pressionando de forma contínua o botão do disparo, para conseguirmos ter um modelo em três dimensões de um objecto: um bom gimmick para os fãs de tecnologia.

O Fortnite e o “buraco” no ecrã

O que a Honor manteve, depois da separação da Huawei, foi o seu ADN jovem – aliás, a marca quer ser a primeira a nível mundial entre o público mais novo e aliou-se a uma das modas teen do momento: o jogo Fortnite.

Quem fizer o download do jogo da Epic Games com o View 20 tem direito a uma skin exclusiva, a Honor Guard, em azul e há ainda mais uma boa novidade para os gamers: este smartphone corre o jogo a 60fps, o que também acaba por ser um grande bombom para os fãs deste jogo.

Outro dos principais destaques do Honor View 20 é o facto de também ser um dos únicos smartphones disponíveis do momento em que a câmara de selfies está incrustada no ecrã, no topo superior esquerdo, e não num notch, como acontece com vários modelos.

É uma solução visualmente agradável e dá a este modelo uma aparência futurística, uma vez que faz com que o ecrã ocupe toda a parte frontal, com quase 86% da superfície dedicada ao display.


Distribuidor: Honor

Site: hihonor.com

Preço: €669,99


Benchmarks

  • AnTuTu: 282 063
  • 3D Mark Ice Storm Unlimited: 64 530
  • PCMark 8 Work: 7685
  • PCMark 8 Autonomia: 694 minutos

Ficha Técnica

Processador: Kirin 980
Memória: 8 GB
Armazenamento: 256 GB
Câmaras: 48 MP dual (traseira) TOF + 25 MP (frontal)
Ecrã: 6,4” IPS LCD (1080 x 2310), 398 ppi
Bateria: 4000 mAh
Dimensões: 156,9 x 75,4 x 8,1 mm
Peso: 180 gr

PCGuia
Ricardo Durand
Jornalista de tecnologias desde 2005, tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil. Gosta de carros rápidos e de hotéis caros. Não tem um helicóptero porque decidiu gastar o prémio do último Euromilhões no desenvolvimento de um smartphone de marca própria.
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link