Start-up

Uma rede social de alarmes que quer surpreender as pessoas

A Cuckuu é uma startup portuguesa que desenvolveu uma app para ser a nova grande rede social. A empresa quer ajudar as pessoas a partilhar momentos importantes e surpresas com os amigos e familiares e tornar a vida mais fácil e divertida através dos alarmes dos telemóveis.

Disponível para smartphones Android e iOS, a Cuckuu foi criada em 2015 com dois objectivos: «que as pessoas nunca se esqueçam do que é importante para elas e nunca percam aqueles momentos que as fazem felizes» disse João Jesus, CEO e co-fundador da startup, à PC Guia.

O empreendedor explicou que a ideia surgiu de uma brincadeira já que o outro fundador, Peu Fraga, não gosta de acordar cedo: «O Peu nunca gostou da questão de acordar de manhã e quando teve que fazer um projecto para a escola que envolvia criar um app começamos na brincadeira a dizer que devia de ser algo para acordar de melhor humor».

Além disso, o responsável referiu que outro dos motivos que contribuíram para a criação da app foram as saudades das filhas, que foram viver para Inglaterra: «A questão de as minhas filhas estarem longe começou a ser complicado para mim. Sempre fiz parte do seu dia-a-dia e coisas simples como desejar-lhes um ‘feliz dia’ na escola era difícil, estando longe». Foi assim que os dois amigos pensaram em usar os «alarmes dos telefones» para fazer algo «diferente, divertido e libertar conteúdos relevantes».

Alarmes para todos os gostos

Com a app Cuckuu qualquer pessoa pode criar um alarme para algo que vai acontecer num determinado dia e hora, bem como escolher se é público o privado, apenas para convidados. Quando os ‘cuckuus’, como são designados, são criados, é igualmente gerado um chat room onde todos que fazem parte da actividade podem interagir. Segundo João Jesus, «no dia e na hora marcada o alarme toca para todos que fazem parte» e quando se desliga, é «automaticamente libertado o conteúdo que foi escolhido pelo criador». Este pode ser «vídeo, fotos, um site ou o que se quiser». À semelhança do que acontece com o Snapchat, os conteúdos desaparecem ao fim de 24 horas mas os chat rooms ficam disponíveis durante sete dias.

Além disso, a Cuckuu tem um sistema de pontos, os tick-tocks, que permitem desbloquear novas características para a app como skins, stickers ou toques especiais para os alarmes. Os pontos podem ser ganhos, por exemplo, por ser o primeiro a abrir os cuckuus e até há um ranking mundial.

Planos para a internacionalização

O Cuckuu tem presença em mais de cem países mas Portugal continua a representar cerca de 90% da base de utilizadores. Assim, a internacionalização faz parte das perspectivas, conforme indicou o responsável: «Estamos a trabalhar num novo round de investimento para a internacionalização, já testamos o conceito e limamos o que não estava a funcionar a 100% e agora estamos de olhos em mercados bem maiores que o nosso».

Mas na verdade o que a startup quer é «substituir todos os alarmes que as pessoas usam» e tornar-se «o Pinterest do tempo, em que quando as pessoas querem marcar algo façam um cuckuu», revelou João Jesus.

 

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×