LinuxNotícias

Stacer – Um “canivete suíço” para sistemas linux

Uma coisa que nos esquecemos muito é a manutenção de um sistema operativo e contra mim falo. Quem tem experiencia com sistemas Windows, vem formatado com a ideia de instalar programas de limpeza e optimização. Uma distribuição Linux também deve ter manutenção de forma a mantê-la saudável. Existem vários comandos para o fazer, mas também existem ferramentas gráficas que fazem isso por nós, e uma delas que gosto particularmente é o Stacer. É graficamente apelativo e apresenta logo de inicio um dashboard com a ocupação do cpu, memoria, disco e informação de upload e download que está a ser feito em tempo real, apesar de ser possível alterar nas definições o que aparece em primeiro lugar quando arrancamos o programa.

Podemos adicionar ou remover aplicações que arrancam no boot do sistema, apagar o cache, logs, o cache das aplicações, os reports de erros do sistema, activar ou desactivar os serviços que estão a correr, ver os processos, os pacotes instalados e apaga-los, gerir repositórios o que é óptimo, porque muitas vezes vamos instalando aplicações e não sabemos o que afinal está instalado e aqui temos uma visão gráfica clara.

Claro que assim como acontece com outras aplicações, é importante saber o que se está a apagar, mas neste caso só existe perigo se começarem a inventar nos serviços e nos pacotes, porque de resto não vejo como possa prejudicar o sistema.
Portanto é uma ferramenta óptima como cleaner, analisador, optimizador e no meu ponto de vista, uma ferramenta a instalarem na vossa distribuição.

 

Instalação

A instalação pode ser feita por pacotes .deb ou .rpm, mas aconselho AppImage que é mais simples.

1. Basta ir ao website para descarregar a ultima versão (https://github.com/oguzhaninan/Stacer/releases/tag/v1.0.9).

NOTA: Se for ficheiro deb, após o download, usar o comando no terminal:

  • sudo dpkg -i stacer_1.0.9_amd64.deb

2. Carregar com o botão direito do rato no ficheiro e seleccionar ‘Propriedades’ e no tab ‘Permissões’ colocar um visto na opção ‘É executável’

Fiquem bem e até a próxima semana!

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×