Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
MobilidadeReviews

PNY PrevailPro P4000

A PNY é uma marca que em Portugal conhecida pelas suas placas gráficas Nvidia GeForce, memórias e pens USB, mas que optou por entrar no mercado dos notebooks, embora apenas para o mercado profissional, aproveitando aquilo que de melhor sabe fazer, placas gráficas com GPU Nvidia.

Como tal, não seria de estranhar encontrarmos neste PrevailPro P4000, como o nome indica, uma controladora Nvidia Quadro P4000 com 8 GB de memória dedicada, com a vantagem de tirar partido da tecnologia Nvidia Max-Q Design, que à semelhança do que já tínhamos verificado em portáteis de gaming ultrafinos com gráficas como a GeForce GTX 1080, consegue arrefecer de forma eficaz este exigente GPU profissional, sem se tornar insuportável em termos sonoros.

Esta solução foi fundamental para este computador com apenas 18 mm de espessura, que ainda tem que conseguir lidar com outro exigente componente gerador de calor, o processador Intel Core i7-7700HQ de 2,8 GHz.

Configuração exigente

Para garantir uma plataforma capaz de lidar com o potencial da Nvidia Quadro P4000 utilizada, a PNY aplicou o já referido processador Core i7-7700HQ, chipset Intel HM175, um total de 32 GB de memória RAM ao usar dois módulos de 16 GB cada, do tipo DDR4 a 2400 MHz.

Em termos de armazenamento, a PNY recorreu a um SSD de 512 GB do tipo M.2 PCIe NVMe, ou seja, capaz de uma largura de banda significativamente superior aos tradicionais SSD, com um valor máximo de 2800 Mbps de velocidade de leitura e 1600 Mbps de velocidade de escrita.

Porém, para poder guardar os trabalhos mais pesados, tem ao seu dispor um disco rígido de 2TB de capacidade, com 128 MB de cache, 5400 rpm de velocidade máxima e interface SATA 6Gbps. A tudo isto podemos juntar um ecrã de 15,6 polegadas com painel IPS de resolução máxima 3840 por 2160 pixéis, ou seja, resolução 4K.

Construção robusta

Embora este chassis seja baseado numa configuração para gaming (o chassis é, na realidade, um Clevo P955), este revelou ter uma excelente robustez em termos de construção e materiais usados.

No que toca a ligações, encontrará três portas USB 3.1 Gen 1, duas portas USB 3.1 Gen2 Type-C, duas portas Mini DisplayPort 1.3, uma saída HDMI 2.0, leitor de múltiplos cartões, uma ligação Gigabit Ethernet Lan e dupla ligação de áudio, uma tradicional para auscultadores e uma saída adicional que pode ser usada como entrada para microfone, ou como saída óptica digital S/PDIF.

Em termos de desempenho, a Nvidia Quadro P4000 nunca se revelou limitada pelo uso do processador Core i7, com resultados que, curiosamente, foram muito similares aos obtidos pela workstation ZBook17 G4 da HP, que usava um processador Intel Xeon e uma Nvidia Quadro P5000, logo uma configuração superior e significativamente mais cara.

Ponto final

Para primeira experiência, a PNY entrou no mercado dos computadores portáteis com o pé direito, com um bom chassis, boa configuração e bom desempenho. O preço, infelizmente, éelevado,apenas justificadopelo custo da placa gráfica profissional utilizada.

+ Desempenho
+ Qualidade de construção
– Preço

Medições: 4,3
Experiência: 3
Preço: 0,8
Nota final: 8

Distribuidor: jp.di
Site: pny.eu
Preço:€3999

Benchmarks

PCMark8Work 3DMarkFireStrike AIDA 64 – Memory Write (MB/s) Aida 64 – FP64 (Ray-Trace) CineBenchR15 (CPU 64 bit) Metro Last Light 1920 x 1080 DX11LowAF4x
2932 10425 36505 3187 745 67,9

Características Técnicas
Processador: Intel Core i7-7700HQ a 2,8 GHz
Memória: 2 x 16 GB DDR4 2400 MHz
Armazenamento: 512 GB SSD PCIe NVMe + 2TB SATA
Placa Gráfica: Nvidia Quadro P4000 8GB
Ecrã: 15,6” IPS (3840 x 2160)
Ligações: HDMI 2.0, 3x USB 3.1, 2x USB 3.1 Gen2 Type-C, 2x MiniDisplayPort 1.3, jack3,5 mm, S/PDIF óptico digital, leitor de cartões
Dimensões: 380x 248×18 mm
Peso: 2,18kg

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×