PeriféricosReviews

Play – Steelseries Rival 600

Os ratos para jogos vêm em várias formas e feitios. Há uns mais elaborados, cheios de peças amovíveis, pesos, luzes e botões programáveis para automatizar muitas funções para que estejam disponíveis o mais depressa possível; depois há outros tão simples como os ratos da Microsoft do início do século XXI.

Este da Steelseries está a meio caminho entre estes dois: não está cheio de botões (tem apenas sete), o sistema de iluminação oferece uma luz algo difusa para não ser incomodativa e um par de sensores: o tradicional sensor óptico para detectar os movimentos do rato e outro que mede a profundidade, ou seja, detecta o movimento quando o utilizador o levanta da mesa.

Isto permite, segundo a Steelseries, que o Rival 600 (com apenas 12 mil CPI – counter per inch – a sua resolução) tenha uma precisão e velocidade de funcionamento muito superior a outras propostas existentes, tudo controlado através de um processador ARM.

O Rival 600 inclui também um sistema de pesos que permite ao utilizador alterar o equilíbrio do rato para a configuração que mais lhe convém. Ao contrário do que acontece noutros ratos com pesos, neste caso estes ficam dos lados do rato, o que, segundo o fabricante, permite um controlo maior sobre o equilíbrio do rato e assim permite uma maior personalização das suas reacções. A configuração dos pesos pode ser feita de quatro em quatro gramas até um máximo de 128, se instalar todas as peças no rato.

Este rato foi pensado para jogos FPS, por isso joguei Doom, TheDivision e PUBG. Posso dizer que faz exactamente o que diz na caixa. É um rato bem construído, como é hábito na SteelSeries, é rápido, preciso e os pesos dão-lhe mais “mão” que muitos ratos semelhantes. Por outro lado, não sou fã de material de jogo iluminado, mas…tendências são tendências.

Ponto final

O Rival 600 da SteelSeries é um rato feito para matar rapidamente e com precisão. Faz tudo aquilo a que se propõe, mas por 91,90 euros não deixa de ser caro, para quem só se importa com o desempenho, principalmente se olharmos para o SteelSeries Sensei 310 que tem os mesmos sensores, não tem pesos nem muitas luzinhas, mas custa menos 20 euros.

+ Prós
+ Precisão
+ Personalização
– Preço

Funcionalidades: 2
Experiência de utilização: 3
Preço/Qualidade: 3
Nota final: 8

Distribuidor: Fraggerzstuff
Contacto: fraggerzstuff.pt
Preço: €91,90

Características técnicas
Sensores: TrueMove3, sensor de profundidade
Resolução: CPI100 –12000
Botões programáveis: 7
Iluminação: oito zonas RGB controladas individualmente
Peso:96 gramas (128 gramas com os pesos todos)
Dimensões:131 x69 x43 mm
Comprimento do cabo: 2metros
Interface: USB

PCGuia
Pedro Tróia
Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link