O que a Kaspersky Lab diz sobre um dos maiores roubos de dados pessoais de sempre

As pessoas continuam a usar as mesmas palavras-passe e a reutilizá-las em diferentes websites.
Cybersecurity

Sergey Lozhkin, especialista em segurança da Kaspersky Lab, explica que a colecção de dados foi-se construindo a partir de sucessivas violações de dados ao longo de vários anos, o que significa que muitos dos detalhes das contas podem estar desactualizados.

Contudo, apesar de estarem conscientes dos perigos que existem, as pessoas continuam a usar as mesmas palavras-passe e a reutilizá-las em diferentes websites.

Além disso, esta colecção pode ser facilmente simplificada numa única lista de e-mails e palavras-passe: e, assim, tudo o que os hackers têm de fazer é utilizar um programa de software relativamente simples para verificar se as palavras-passe estão, de facto, a funcionar.

As consequências que advêm do acesso às contas dos utilizadores variam desde o phishing, à possibilidade dos hackers enviarem automaticamente e-mails maliciosos para a lista de contactos das vítimas, com o objectivo de roubarem a identidade digital ou dinheiro às vítimas ou de comprometerem os seus dados nas redes sociais.

Desta forma, a Kaspersky Lab aconselha a todas as pessoas que usam as suas credenciais de e-mail para actividades online a verificar se a conta foi exposta, através deste serviço, e alterar as palavras-passe das contas mais importantes – netbanco, pagamentos online ou redes sociais.

Via Kaspersky Lab.

Categorias
NotíciasSegurança

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia e fique a par das últimas notícias, dicas e truques de hardware e software.
Subscrever
close-link