MobilidadeReviews

Lenovo Yoga 530

Pegando no design e nas características do Yoga 520, o novo 530 mantém-se fiel ao sistema de dobradiça que permite modificar este computador de um tradicional portátil para um elegante tablet de grandes dimensões.

Mas, as dimensões já não estão assim tão grandes, especialmente graças à adopção de uma das mais recentes tendências do mercado, a da redução das molduras em torno do ecrã deste Lenovo. De resto, não existem grandes mudanças, com a predominância de plásticos na grande maioria da estrutura e das superfícies, excepto na superfície principal, tendo esta um acabamento em alumínio escovado.

É nesta superfície que encontrará o eficaz sensor de impressões digitais, compatível com a tecnologia Windows Hello, bem como o teclado retroiluminadode toque muito agradável (graças à ligeira curvatura das teclas) e touchpad preciso. Destaque ainda para a excelente qualidade de imagem do ecrã táctil de 14 polegadas, de painel IPS, com suporte para resolução FullHD (1920×1080).

Para trabalho ou lazer

Tal como no seu antecessor, também aqui podemos usar a (opcional) Lenovo Active Pen, uma caneta totalmente compatível com a tecnologia Windows Ink. Este será o único extra que muitos dos potenciais compradores deste Yoga 530 poderão escolher, caso queiram usar este computador como ferramenta de trabalho.
Para garantir que não lhe falta desempenho, a Lenovo dotou-o de um processador Intel Core i7 8550U de última geração, 8 GB de memória RAM do tipo DDR4 e uma unidade SSD de 256 GB.

Poderá ainda ligar outros dispositivos e periféricos, graças à saída HDMI, duas saídas USB 3.0, ou USB 3.0 Type-C. Se for um fotógrafo profissional, pode usar o leitor de cartões para transferir as suas fotografias, enviando-as imediatamente para um servidor, ou serviço cloud como o Dropbox. Se quiser aproveitar as horas mortas, poderá dar uso à placa gráfica dedicada, uma Nvidia GeForce MX130, e correr um ou outro jogo menos exigente, como Overwatch ou FIFA 18.

Desempenho equilibrado

Graças à configuração escolhida, o desempenho revelou ser bastante interessante, tendo o valor total das medições realizadas sido afectado pelo fraco resultado obtido no teste de autonomia deste Yoga 530.

Ou seja, embora a Lenovo anuncie até dez horas de autonomia, não conseguimos chegar às três horas e meia, no nosso teste de bateria do PCMark8. Em tudo o resto, este Yoga 530 revelou ser superior aos últimos ultrabooks e conversíveis, não só graças ao uso de um processador mais potente, como à utilização de uma controladora gráfica dedicada da Nvidia, que mesmo sendo um modelo de baixo desempenho, é significativamente superior a qualquer solução integrada da Intel.

Ponto final

Este Lenovo Yoga 530 tinha tudo para ser o computador conversível ideal, graças ao bom desempenho, boas características, construção robusta e preço adequado. Porém, a limitada autonomia poderá levá-lo a procurar outra solução, caso queira um equipamento para usar em viagem.

+ Desempenho
+ Qualidade do ecrã
-Autonomia

Medições: 3,3
Experiência:2
Preço: 2,7
Nota final: 8

Distribuidor: Lenovo
Site: lenovo.com/pt/pt
Preço:€999

Benchmarks

Arranque Windows Peso PCMark10 PCMark10 Extended PCMark8 Battery 3DMarkCloudgate
9,41 s 1,622 Kg 3529 2975 224 minutos 10 761

Características Técnicas
Processador: Intel Core i7-8550U a 1,8 GHz
Memória: 8 GB DDR4
Armazenamento: 256 GB SSD M.2
Placa Gráfica: Nvidia GeForce MX130
Ecrã: 14” IPS (1920 x 1080)
Ligações: HDMI, 2x USB 3.0,USB 3.0 Type-C, jack 3,5 mm, leitor de cartões
Dimensões: 328 x 229 x 17,6mm
Peso: 1,622kg

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×