Capgemini: Distribuidores converteram-se à Inteligência Artificial em 2018

O estudo da Capgemini examinou 400 empresas do sector da distribuição que têm casos de utilização de IA em vários estágios de maturidade.
Inteligência Artificial New

Um novo estudo do Capgemini Research Institute revela o impacto real que a Inteligência Artificial (IA) teve nas actividades das empresas do sector da distribuição em 2018, bem como os factores que permitem usufruir das oportunidades oferecidas por esta nova tecnologia.

O estudo da Capgemini, intitulado “Retail superstars: How unleashing AI across functions offers a multi-billion dollar opportunity”, examinou 400 empresas do sector da distribuição que têm casos de utilização real de IA em vários estágios de maturidade. Estas empresas representam 23% do volume de negócios do mercado mundial do sector do retalho.

O estudo mostra que houve um aumento significativo das implementações de IA em 2018 por comparação com o registado em 2017 (17%) e em 2016 (4%). Em 2018 o número de empresas que implementaram tecnologias de IA foi sete vezes superior ao registado em 2016.

71% dos distribuidores afirmaram que a IA tem criado mais postos de trabalho, sendo que mais de dois terços (68%) correspondem a funções de nível superior (coordenadores ou cargos superiores). Paralelamente, 75% dos inquiridos declararam que a IA não substituiu/eliminou nenhum posto de trabalho nas suas organizações.

Actualmente só 26% dos casos de utilização da IA estão focados nas operações, no entanto estes são os mais rentáveis a nível do ROI. Alguns dos casos que mais se destacam incluem a utilização da IA nas tarefas de procurement (uma média de 7,9% de ROI), identificação de furtos em loja através da inclusão de LEDs com algoritmos (7,9%) e a optimização da cadeia logística (7,6%).

Em 2017, 78% das empresas acreditava possuir as competências necessárias para implementar a IA e em 2018 apenas 53% achou que estava preparada para este desafio. Em 2017, oito em cada dez empresas estimava que o seu ecossistema de dados estava preparado para suportar uma implementação de IA. Em 2018 esta percentagem desceu para os 55%.

Por fim, enquanto em 2017 havia 81% a afirmar que possuía um calendário para a adopção da IA, em 2018 este valor caiu para os 36%.

Via Capgemini.

Categorias
PCGuia Pro

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link