SAP cria Conselho de Ética para Inteligência Artificial

SAP Leonardo
SAP/ Leonardo

A SAP SE anunciou os seus princípios orientadores para a Inteligência Artificial (IA) e a criação de um painel consultivo de ética para IA.

Este conselho de ética, formado por especialistas do mundo académico, da política e da indústria, garantirá a adopção dos princípios e respectivo desenvolvimento em colaboração com o comité directivo de inteligência artificial da SAP, composto por gestores de desenvolvimento, estratégia e de recursos humanos.

As novas orientações, o painel externo e o grupo interno “visam garantir que os recursos de IA suportados pelas funcionalidades de aprendizagem automática do SAP Leonardo se utilizam para manter a integridade e a confiança em todas as soluções”.

Os princípios orientadores da SAP “reflectem o compromisso da empresa para agir em conformidade com os mais elevados padrões éticos”. Destacam-se os valores fundamentais que são aplicados pela SAP para “permitir que o negócio ultrapasse todos os preconceitos, mantenha a transparência e a integridade e preservem a qualidade e a segurança”.

“A SAP considera o uso ético dos dados como um valor fundamental”, manifestou Luka Mucic, Chief Financial Officer e Membro do Conselho de Administração da SAP. “Queremos criar software que permita tornar uma empresa inteligente e melhore realmente a vida das pessoas. Tais princípios servirão de base para fazer da inteligência artificial uma tecnologia que aumente o talento humano”.

Via SAP.