Review – Razer Phone

Quem disse que uma empresa especializada em hardware para jogos não era capaz de fazer um smartphone, e bom?

A Razer é uma empresa muito activa, daquelas que não tem muito medo de mandar para fora de pé no que respeita a criar dispositivos que pouco têm a ver com o seu negócio básico: o hardware para jogos. Prova disso é que, no final do ano passado, lançou o seu primeiro smartphone chamado Razer Phone.

Como não podia deixar de ser, a empresa vende este dispositivo como um smartphone para jogar. Por isso colocou-lhe um processador Snapdragon 835, um dos mais poderosos na altura do lançamento, 8 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento, que pode ser expandido até 256 GB através de um cartão de memória microSD. Para alimentar a tudo isto, a bateria tem uma potencia de 4000 mAh.

Mas a estrela é mesmo o ecrã LCD de 5,7 polegadas que oferece uma resolução máxima de 1440×2560 comuns impressionantes 120 Hz de taxa de actualização. Segundo a Razer, isto faz com que os jogos tenham gráficos «mais suaves» que os de outros smartphones.

Como os jogos também são som, existem duas colunas de cada lado do ecrã capazes de reproduzir áudio em Dolby Atmos. Podemos confirmar que este sistema quase consegue dar uma impressão de que o som está à nossa volta, como se existissem mais que duas colunas. Digo «quase» porque faltam sons potentes à retaguarda para completar a experiência. Mas, adiante.

A qualidade de construção é simplesmente fantástica. O corpo é todo em alumínio preto com dois botões para o controlo de volume do lado esquerdo e o botão para ligar/desligar do lado direito. Este botão inclui ainda o sensor de impressões digitais.

Infelizmente, a única entrada que o Razer Phone tem é a USB Type-C que serve para carregar e transferir dados. Se quiser usar um par de auscultadores a sério terá de usar o adaptador que vem incluído na caixa. Por falar na caixa, a do Razer Phone é em si uma pequena obra de arte.
A primeira coisa que vê é o equipamento; depois de levantar o suporte onde está o telefone vai encontrar outras pequenas caixas para o manual, fonte de alimentação e auscultadores, todas comum padrão que imita as colunas do Razer Phone.

Os cabos são todos “braided” iguaizinhos aos que são usados para a ligação de hardware de jogos como teclados e ratos. Tudo respira qualidade de materiais e montagem.

O sistema operativo é o Android7.1.1 que mantem as funcionalidades principais porque a personalização da Razer é meramente cosmética. Se o utilizador quiser personalizar o aspecto da interface, existem várias skins que podem ser aplicadas à interface. O Razer Phone inclui algumas aplicações pré-instaladas, maioritariamente jogos.

Pelo facto de o sistema não estar muito alterado, a experiência de utilização é muito agradável: as aplicações abrem muito rapidamente e tudo flui como deve ser. Francamente no ecrã não se notam os 120 Hz, mas a qualidade da imagem do ecrã é muitíssimo boa.

No campo do desempenho, este Razer está no topo do nosso ranking do AnTuTu em terceiro lugar logo após o Huawei Mate 10 Porsche Edition e do iPhoneX. Já nos testes PC MarkWork e 3D Mark consegue boas marcas, mas algo longe dos lugares cimeiros.

A bateria é muito boa: consegue 592 minutos, o que é uma marca muito positiva para um dispositivo com hardware de alto desempenho.

Ponto final

Na gama de preços dos 750 euros, neste momento, este é o melhor smartphoneque consegue comprar. Parece um dispositivo que custa mais 500 euros e tem especificações a condizer, por um preço muito mais simpático que os concorrentes directos. Os pontos fracos são a falta de uma entrada para auscultadores, o que obriga a usar algo sem fios ou um adaptador. Ainda assim, recomendo vivamente!

+Design
+Construção
+Desempenho
-Onde está a entradajack?

Medições
Experiência de utilização: 6
Medições: 2,14
Preço: 1
Nota final: 9

Selo Reviews

Distribuidor: Razer
Contacto: razerzone.com
Preço: €749,99

 

BENCHMARKS

Vida bateria (Min) Antutu PCMarkWork 3D Mark Ice Storm Unlimited
592 208020 7211 42465

FICHA TÉCNICA

Chipset: Snapdragon 835 octa-core Kryo280 (4×2,4GHz +4×1,9GHz)
Ecrã: LCD 5.7″ IGZO IPS Ultramotion, com 1440×2560 de resolução (16:9), taxa deactualização de 120Hz
Memória: 8GB de RAM, 64GBde memória flash de armazenamento, entrada microSD
GPU: Adreno 540
Câmara traseira: 12 MP f/1.75 grande angular+ 12MP f/2.6 teleobjectiva
Câmara frontal: 8 MP
Sistema operativo: Android7.1.1
Bateria: 4000 mAh com fast charge
Conectividade: LTE Cat.16, Wi-Fi a/b/g/n/ac, Bluetooth 4.2, NFC, USB Type-C
Peso: 197 gr
Dimensões: 158,5 x 77,7 x 8 mm

Categorias
MobilidadeReviews

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link