Falhas de segurança na Cloud colocam estratégias de transformação digital em risco

A Kaspersky Lab refere que o aumento de “dados on the go” representa novos incidentes de segurança, com os mais dispendiosos associados a ambientes cloud e protecção de dados.
Kaspersky Lab Business Endpoint Security
Kaspersky Lab/ Business Endpoint Security

A Kaspersky Lab avança que, com as consequências de uma falha de segurança na protecção de dados a tornarem-se cada vez mais dispendiosas e destrutivas nos últimos 12 meses, as empresas “viram-se obrigadas a enfrentar uma realidade perturbadora: em 2018, para as PMEs, o custo médio de uma falha de segurança atingiu os 120 mil dólares, mais 36% que em 2017 (88 mil dólares)”. Para as grandes empresas, o aumento foi de cerca de 24%, com o impacto médio financeiro a atingir 1,23 milhões de dólares.

A Kaspersky Lab refere que o aumento de “dados on the go” representa novos incidentes de segurança, com os mais dispendiosos associados a ambientes cloud e protecção de dados.

Dois em cada três incidentes com custos mais elevados para PMEs estão relacionados com a cloud; com falhas de segurança, a empresas subcontratadas para alojar as infraestruturas TI, a representarem uma média de 179 mil dólares em prejuízos.

Para as empresas de maiores dimensões, a protecção de dados mantém-se como a grande prioridade: enquanto falhas de segurança de dados, resultantes de ataques directos representam perdas até 1,64 milhões de dólares, ataques a infraestruturas TI de terceiros resultam em prejuízos em torno de 1,47 milhões de dólares.

Com o custo dos incidentes TI a aumentar, as “empresas estão a compreender que devem priorizar o investimento em cibersegurança para garantir que os seus projectos de transformação digital decorrerem sem problemas”. Esta realidade é ilustrada pelo aumento dos orçamentos de segurança TI no presente ano, com as empresas a gastar quase um terço dos seus recursos TI (8,9 milhões de dólares) em cibersegurança. Já as microempresas aumentaram os seus orçamentos de 2,4 para 3,9 mil dólares nos últimos 12 meses.

Uma das principais razões responsável pelo aumento do investimento em segurança TI é a crescente complexidade das infraestruturas (à medida que as empresas adoptam plataformas cloud) conjugada com o aumento do nível de especialização em segurança.

“Para apoiar as alterações dinâmicas do seu modelo de negócios e aumentar a eficiência, as empresas estão a adoptar a mobilidade de negócio e da cloud. A cibersegurança tornou-se não apenas num item nas contas de TI mas numa questão que preocupa a administração de uma empresa, independentemente da sua dimensão, e numa prioridade ao nível dos negócios, evidenciado pelo aumento dos investimentos em segurança TI. As empresas esperam um forte retorno do seu investimento à medida que os riscos aumentam: além dos já tradicionais associados à cibersegurança, muitas empresas têm agora de enfrentar, por exemplo, pressões regulatórias crescentes”, disse Maxim Frolov, Vice-Presidente de Vendas Globais na Kaspersky Lab.

Via Kaspersky Lab.

Categorias
PCGuia Pro

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link