Escândalo? Qual escândalo? Depois do caso Cambridge Analytica a utilização do Facebook está em alta

Aparentemente os apelos para deixar de usar a rede social caíram em saco roto.

Depois da revelação que a empresa Cambridge Analytica roubou e manipulou informação pessoal de 87 milhões de utilizadores da rede social Facebook, que depois foi usada para manipular eleições, foi criado um movimento no Twitter chamado #DeleteFacebook que apelava aos utilizadores para apagarem as suas contas. No entanto, segundo um estudo do banco de investimento Goldman Sachs, tanto as revelações, como o movimento tiveram pouco impacto no tráfego da rede social.

ComscoreFB

Segundo uma notícia do site Business Insider, durante o pico do escândalo Cambridge Analytica, a utilização do Facebook aumentou. Segundo dados da comScore o tráfego móvel nos Estados Unidos aumentou 7% em termos homólogos para 188,6 milhões de utilizadores.

Mas não é só na quantidade de utilizadores que o Facebook aumentou, o tempo passado no site também.

Segundo um relatório de publicidade no Facebook feito pelo Deutsche Bank, o bloqueio de 583 milhões de contas falsas teve “pouco, ou nenhum impacto da audiência do Facebook” em toda a rede. Ainda segundo o Deutsche Bank: “Estes dados representam a audiência em todos os sites pertencente ao Facebook e não apenas a base da rede social.”

As acções do Facebook também recuperaram e estão agora a valer 182 dólares.

Categorias
InternetNotícias

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS