A VPN do Pornhub não é lá muito privada

O serviço de VPN anunciado na semana passada transmite informações ao Google e Facebook. Entre outros.
VPNHub

Na semana passada, o Pornhub, um dos sites de pornografia mais conhecidos no mundo, anunciou o lançamento de um serviço de VPN (Virtual Private Network) chamado VPNhub para dispositivos móveis iOS e Android e também para computadores Mac e PC, com o objectivo, segundo a empresa, de proteger a privacidade dos utilizadores quando acedem à Internet através de redes Wifi em locais públicos.

O serviço oferece largura de banda ilimitada, com pontos de acesso em mais de 15 países. Está disponível numa versão gratuita para dispositivos móveis, que apenas permite o acesso a um único ponto de acesso e também mostra publicidade. Já a versão paga custa 11,99 dólares por mês, ou 6,25 se pagar um ano inteiro, e remove a publicidade, permite o acesso através de computadores e dá acesso a todos os pontos de acesso que fazem parte da oferta do serviço.

Apesar do Porhub estar a publicitar o serviço VPNhub como um meio de manter a navegação privada através da encriptação das comunicações, uma leitura rápida dos termos de utilização comprova que não é bem assim, visto que “pode partilhar informação agregada ou não personalizada” com terceiros como a Google e Facebook, para publicidade, marketing ou pesquisa.

O serviço não é totalmente do Pornhub visto que a infraestrutura está baseada na IPVanish da WLVPN, uma empresa que constrói soluções de VPN que depois podem ser personalizadas pelos seus clientes.

Categorias
InternetNotícias

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link