InternetNotícias

Cloudflare lança o 1.1.1.1, o seu primeiro serviço de DNS público

1.1.1.1-fancycolor-2

Apesar de ter sido lançado no dia 1 de Abril, não é mentira. A Cloudflare acaba de disponibilizar mesmo o 1.1.1.1, o seu serviço de DNS público, que promete mais velocidade e privacidade na navegação pela Internet. Aliás o nome do serviço é mesmo uma alusão à data de lançamento.

Os serviços de DNS, Domain Name Service, são fornecidos tipicamente pelos ISP e servem para traduzir os nomes dos domínios em endereços IP e vice-versa. Assim, quando escreve por exemplo www.pcguia.pt no browser, o DNS transforma esse nome para um endereço IP que pode ser usado pelos routers para chegar ao servidor onde está albergado site.

O problema é que, muitas vezes, os servidores DNS dos ISP são lentos e oferecem alguns problemas de privacidade visto que estas empresas mantêm um registo de quem acede ao quê. Muitas vezes os servidores DNS dos ISP também são usados para negar o acesso a certos sites, como acontece em Portugal com o bloqueio de sites que distribuem conteúdos piratas.

A Cloudflare trabalhou com o APNIC (Asia Pacific Network Information Centre) para criar um serviço público de DNS através dos endereços IP 1.1.1.1 e 1.0.0.1. Estes endereços IP têm sido usados como endereços de teste e, como tal, recebem muito tráfego que não é real. O APNIC tentou no passado utilizar este IP para serviços, mas não conseguiu distinguir o tráfego real do falso. Aqui entra a Cloudflare, que ofereceu a sua rede para analisar o tráfego em contrapartida de poder usar o IP 1.1.1.1 para o seu serviço de DNS.

O serviço da Cloudflare vai suportar DNS-Over-TLS e DNS-Over-HTTPS e, neste momento está com um tempo de resposta médio global de 14ms. Em comparação o serviço OpenDNS está um tempo de resposta médio de 20 ms e o DNS da Google 34 ms. A empresa também se compromete a apagar os registos de DNS todas as semanas.

Este é o primeiro serviço dirigido ao público em geral que a Cloudflare lança. Até agora a empresa apenas fornecia serviços de optimização e cache para sites.

Se quiser experimentar o serviço 1.1.1.1, clique aqui.

PCGuia

1 comentário

Os comentários estão encerrados.

Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×