OFICIAL: o próximo drone da DJI a voar chama-se Mavic Air

Amanhã, a PCGuia vai ao Mónaco experimentar o novo drone da DJI!
Mavic Air
Mavic Air

Acaba de ser apresentado, em Nova Iorque, o novo drone da DJI. Chama-se Mavic Air, pesa 430 gramas, filma vídeos em 4K a 30 fps e os preços começam nos 849 euros.

Está encontrado o sucessor do Mavic Pro. Bem, não será um sucessor na verdadeira acepção da palavra, mas sim uma versão mais… Lite. A DJI colou-se, aqui, um pouco à nomenclatura Apple e chamou Mavic Air ao seu novo drone.

Podemos dizer que se trata de uma evolução para um equipamento mais leve e compacto, resultado da evolução tecnológica que permite, cada vez mais, reduzir o tamanho dos componentes. É a miniaturização a dar cartas no jogo aéreo em que voa a marca chinesa.

A DJI já tinha anunciado um mini-drone no CES, o Tello. Além de ser pequeno, este dispositivo voador tem aquilo que pode funcionar como uma alavanca para democratizar o acesso do público comum a este tipo de tecnologia: o preço, que ronda os cem euros.

O Mavic Air está noutro campeonato, é certo: os preços começam nos 849 euros. Por este valor temos, além do drone, uma bateria, um controlo remoto, um estojo de viagem, dois pares de protecções de hélices e quatro pares-extra de hélices.

Depois, por mais 200 euros, ou seja 1049 euros, ficamos com mais coisas: três baterias, seis pares de hélices, um adaptador para ligar as baterias à corrente e um hub de carregamento. Esta será a oferta a que a DJI chama ‘Mavic Air Fly More Combo’, uma espécie de versão comercial “pro” deste drone.

Entre as novidades que o Mavic Air traz (e que a PCGuia vai poder ver in loco, amanhã, no Mónaco), está um modo de fotografia chamado Sphere que vai permitir captar uma «fotografia panorâmica de alta resolução». Para isso, a tecnologia da DJI junta 25 fotos para criar uma única imagem com 32 MP.

O outros destaque é o modo de «vídeo inteligente» QuickShot que permite gravar uma cena a partir de um trajecto de voo programado e sempre com o foco numa pessoa ou noutro objecto qualquer em movimento, como um automóvel.

Ainda no campo do vídeo, a DJI fala em dois novos modos chamados ‘Asteroid’ e ‘Boomerang’ para facilitar a captação de imagem «sem que seja necessário ter skills de piloto profissional de drones ou muita edição de imagem» à posteriori.

O primeiro começa com uma imagem esférica geral e depois vai descendo para fazer um zoom real ao objecto da filmagem; já o segundo, filma o sujeito numa trajectória oval, com o vídeo a terminar no ponto onde começou.

Mavic Air Voo

Mais pequeno (do tamanho de num iPhone 8 Plus) e leve (430 gramas) que o Mavic Pro, e também com um novo design que até nem lembra o seu predecessor, o Mavic Air vem com uma câmara (sensor CMOS de 1/2,3″, o equivalente a 24 mm numa lente f2,8 numa Ensor de 35 mm)) que filma 4K a 30 fps (ou 1080 a 120 fps, para filmes em slow motion) ou tira fotos com 12 MP, com a possibilidade de ser ligada a função HDR.

Segundo a DJI, esta câmara está num «gimbal de três eixos montado em amortecedores para reduzir a vibração e garantir imagens mais estáveis».

Para gravar filmes ou fotos, os utilizadores podem usar cartões microSD, mas aqui há outra novidade: o Mavic Air tem uma capacidade de 8 GB, sendo que vídeos e fotografias podem ser transferidos para o computador com um cabo USB-C. Resta dizer que a DJI vai vender o seu novo drone em três cores: Onyx Black, Arctic White e Flame Red.

Categorias
Multimedia

Jornalista de tecnologias desde 2005, tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil. Gosta de carros rápidos e de hotéis caros. Não tem um helicóptero porque decidiu gastar o prémio do último Euromilhões no desenvolvimento de um smartphone de marca própria.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link