Play – Razer Raiju PS4

Será possível melhorar um original? A Razer pensa que sim.
Razer Raiju PS4

Se há coisa a que os fabricantes de consolas dão atenção máxima, durante o período de desenvolvimento de cada geração dos seus produtos, é ao design dos comandos. Afinal, eles servem de interface entre o jogador e a consola e ficam horas nas mãos de quem passar horas a jogar.

Por isso, os comandos têm de ser fortes, para aguentar milhões de cliques nos botões e outros tantos movimentos dos joysticks analógicos. O seu design também tem de se adaptar à forma das mãos de um máximo possível de clientes, sejam elas grandes, pequenas, gordas ou magras.

Aprender com os melhores

É consensual que um dos melhores designs de sempre para um comando de consola é o da Xbox 360 que combina, quase na perfeição peso, forma, posicionamento dos joysticks e botões no comando. Já a Sony, decidiu-se por um design menos orgânico para o comando da sua PlayStation original – apenas fez alterações tecnológicas e alterou as dimensões. Mas o comando é basicamente o mesmo desde a PS1 até hoje.

O advento dos eSports, onde a velocidade é quase tudo, e a sua chegada às consolas, pôs a nu as fraquezas dos comandos tradicionais das consolas neste contexto, principalmente porque foram desenhados para serem fortes, mas não para serem muito precisos e rápidos.

A Razer, um dos fabricantes mais conhecidos de hardware para jogos de PC, fez uma incursão no apetecível mercado das consolas com a disponibilização de dois comandos para utilização na PS4 e Xbox One. Estes comandos são os indicados para quem quer velocidade total para ganhar alguma vantagem, principalmente em FPS.

Assim nasceram o Raiju para PS4 e o Wildcat para a Xbox One que, exceptuando as cores, são muito semelhantes na forma e funcionalidades. Apesar de ser para PS4, o Raiju é semelhante a um comando para Xbox One, até no peso. A parte de cima é feita em plástico preto e a parte de baixo é revestida a borracha azul antiderrapante, que também reveste os comandos analógicos.

Na parte de cima está também o sensor táctil que oferece a mesma funcionalidade que existe no comando original, mas sem a iluminação que está presente nos modelos mais recentes. Em baixo está uma entrada que serve para ligar os auscultadores e quatro botões: ligar e desligar o micro, o áudio, atribuir funções às teclas e alterar o perfil de utilização.

Existem ainda quatro botões que não estão presentes nos comandos de série: dois gatilhos por baixo do comando, mais dois ‘shoulder buttons’ colocados ao lado dos originais. Os gatilhos têm um curso que é menos de metade dos gatilhos dos comandos de série, para que possam ser activados mais rapidamente. O utilizador até pode definir o tamanho do seu curso.

O Raiju não é wireless como os comandos de PS4. Primeiro, por o sistema sem fios introduz lag que pode ser a diferença entre vida ou morte; segundo, porque em muitas competições de eSports não se podem usar comandos sem fios. O cabo USB tem três metros e é de excelente qualidade. A ficha microUSB que liga no comando tem uma forma que serve para impedir que se desligue acidentalmente quando se está a jogar, mas também impede que o cabo seja usado noutros dispositivos.

Suave, suavecito

A minha experiência de utilização foi muito agradável e nota-se que, realmente, este periférico está num campeonato diferente do dos comandos de série. Os joysticks analógicos são muito suaves e precisos e estão vários passos à frente dos originais. Os gatilhos-extra, com um curso mais pequeno dão vantagem quando quer disparar, embora seja em apenas alguns milésimos de segundo.

No entanto, existem duas ou três notas que não posso deixar passar: a primeira, que não tem que ver com a Razer, é que a Sony não permite que os comandos fabricados por terceiros liguem a consola quando se prime a tecla ‘PS’ no comando. Por isso, se quiser jogar no sofá, terá de ligar a consola antes de se sentar.

A segunda é que o comando não tem speaker, o que em certos jogos pode tirar um pouco a piada. Por outro lado, é preciso lembrar que o Raiju foi feito para eSports. A terceira, é a de que podia ter uma opção para funcionar em wireless. Não para quando se está a jogar mais seriamente, mas para quando se quer dar uns saltinhos no Little Big Planet só para descontrair.

Ponto Final

O Raiju é um excelente comando para quem quer jogar em eventos mais sérios: é personalizável e muito rápido. Se pudesse mudaria algumas características, como a possibilidade de personalizar o aspecto do comando. Mas sim, dá uma pequena vantagem a quem o usa quando joga contra alguém que usa o comando de série. Mas 169 euros é um pouco caro.

+ Construção
+Suavidade e precisão
– Preço

Funcionalidades: 2
Experiência de utilização: 3,5
Preço: 3,5
Nota final: 9

Distribuidor: Razer
Site: razer.com
Preço: €169

Ficha técnica

Interface: 2 x shoulder bumpers Hyperesponse Multi-Function, 2 x gatilhos amovíveis Hyperesponse Multi-Function Triggers, 4 x Hyperesponse, painel de controlo com quarto botões
Ligação: Cabo microUSB de três metros
Dimensões: 168 x 105 x 65 mm
Peso: 350 gr

Categorias
Jogos

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

  • Acer_IFA_Predator_Cestus_Gaming_Mouse_02-L

    Acer Cestus 500

    Os ratos para jogar oferecem um nível de personalização muito superior que o dos ratos para trabalho. Esta personalização serve, acima de tudo, para permitir ao utilizador estar horas...
  • Review – Acer Nitro 5

    Visualmente,o Nitro 5 parece que faz parte da linha Predator, a gama da Acer dedicada aos adeptos de video jogos. Este PC tem um visual distinto ,teclado mecânico, ecrã...
  • Asus ROG Phone

    Asus apresenta ROG Phone na Comic Con Portugal 2018

    A Asus apresentou na edição 2018 da Comic Con Portugal o Asus ROG Phone, seu mais recente smartphone pensado especialmente para quem gosta de jogar. O Republic Of Gamers...
  • PLAY – Asus ROG Strix Fusion 500

    Francamente, a Asus devia criar uma nova empresa de fabrico e comercialização de equipamento de áudio topo de gama a preços mais comportáveis. É que a qualidade de reprodução...
Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link