OutSystems lança visual debugger para aplicações móveis

A OutSystems pretende proporcionar uma melhor experiência para a resolução de problemas de código.
OutSystems-Mobile-Apps

A OutSystems, fornecedora de plataformas low-code, anunciou hoje o lançamento de um visual debugger em low-code.

Com esta solução, a OutSystems pretende «proporcionar uma melhor experiência para a resolução de problemas de código, quer seja executado do lado do servidor quer do dispositivo móvel».

As plataformas de desenvolvimento low-code, segundo a OutSystems, ajudam a «inovar e a impulsionar a transformação digital, permitindo que as equipas disponibilizem soluções a uma velocidade dez vezes superior que com o código tradicional».

As actuais boas práticas para debugging de aplicações móveis, mesmo as construídas com uma plataforma de low-code, envolvem «um conjunto de instalações de plug-ins e scripts complicados».

Se forem executados correctamente, o developer deverá efectuar o debug da aplicação que corre no dispositivo através do código com ferramentas complexas. Em norma, este processo está além das capacidades de um developer comum.

Ao facultar uma experiência low-code consistente, independentemente de estar a realizar o debugging de código do lado do servidor, ou numa aplicação móvel complexa com padrões de sincronização de dados offline e integração nativa do dispositivo, a OutSystems «resolve dois grandes desafios».

Em primeiro lugar, o mesmo conjunto de capacidades low-code pode ser utilizado para criar e solucionar problemas em qualquer tipo de aplicação, facultando às equipas mais opções de recursos para os projectos.

Em segundo lugar, com o low-code, os tempos de transferência de conhecimento diminuem significativamente, reduzindo o risco de iniciativas críticas de dispositivos móveis.

«Hoje, estabelecemos uma nova fasquia para os developers que se deparam com o debug de código que corre em dispositivos móveis. Facultar às organizações uma abordagem low-code para a criação de experiências móveis mais ricas, mas esperar que elas recorram a ferramentas de developer complexas no momento de realizar o debug, é destruir por completo a finalidade de uma plataforma low-code», explica Gonçalo Borrêga, Head of Product da OutSystems.

Via OutSystems.

Categorias
PCGuia Pro

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link