Ponha 8 programas a funcionar como novos

Às vezes lá acontece: enganamo-nos a fazer uma alteração a um programa ou mexemos numa definição que não devíamos e “pufff”: ficamos com tudo estragado. Mas descanse: vamos ensinar-lhe...

Às vezes lá acontece: enganamo-nos a fazer uma alteração a um programa ou mexemos numa definição que não devíamos e “pufff”: ficamos com tudo estragado. Mas descanse: vamos ensinar-lhe a recuperar os dias de glória de algum do software que tem instalado no PC.

1 – CCleaner
O CCleaner, ferramenta que também utilizámos no tutorial do kit de emergência numa pen, tem tantas definições que vai ser muito complicado sabermos com que parâmetros ligados e desligados é que o instalámos da primeira vez. Um clique no local errado pode pôr o CCleaner a apagar ficheiros importantes do seu PC e a pôr em causa a estabilidade do sistema. Para fazer regressar este software à sua configuração original, entre em ‘Options’ > ‘Advanced’ e clique no botão azul que fica no final da lista de opções: ‘Restore default settings’. Na janela de confirmação que aparece, escolha ‘Sim’, para que as mudanças façam efeito.

2 – Paint.net
Há duas formas de fazer reset às definições deste programa de edição de imagem. Entre nas ‘Configurações’ (menu representado pela engrenagem, no canto superior direito da interface), depois em ‘Ferramentas’ e em ‘Redefinir’. Isto vai repor qualquer alteração que tenha feito aos pincéis, formas, cores, texto e outras ferramentas. Confira primeiro todas as mudanças que vão ser feitas antes de prosseguir com o reset. Este é o primeiro método que deve usar para resolver um problema com o Paint.net. O segundo é mais drástico e envolve mexer no Registo do Windows. Com o programa fechado, escreva regedit no menu ‘Iniciar’. Procure pela entrada HKEY_CURRENT_USER>Software e clique com o botão do lado direito do rato na pasta ‘paint.net’. Escolha a opção ‘Eliminar’ e confirme em ‘Sim’ na janela que aparece para repor de forma total todas as definições deste software de edição de imagem gratuito.

2-paintnet-b_

3 – VLC
O vídeo está aos soluços ou tem as cores estranhas? O áudio também está afectado? Há formatos de vídeo que nem sequer abrem? Provavelmente, andou a mexer onde não devia. Contudo, restaurar as definições originais do VLC é uma brincadeira de crianças: entre no menu ‘Ferramentas’, escolha a opção ‘Preferências’, clique em ‘Restaurar Preferências’ e em ‘OK’. Basta fechar e abrir o VLC para voltar a ter tudo a funcionar como deve ser.

3-vlc_

4 – Word
Quantas vezes já vimos texto que se desformata sozinho, marcas estranhas no Word (como as de parágrafo), ou imagens que desaparecem ou mudam de lugar por magia? Felizmente, há uma ferramenta da própria Microsoft que faz reset a todas as alterações feitas a esta suite de produtividade: o download da Easy Fix é gratuito e está em bit.ly/2e6EcQ8. Depois de fazer o download, corra esta pequena aplicação que também lhe vai criar um ponto de restauro do sistema. Se apenas quiser restaurar o template original do Word, use a combinação de teclas ‘Windows+R’ para abrir a caixa ‘Executar’; aqui escreva %appdata% e clique em ‘Enter’. Na janela que aparece, faça duplo clique em ‘Microsoft’, depois siga para os ‘Templates’ e, aqui, mude o nome do ficheiro ‘Normal.dotm’ para ‘OLDNormal.dotm’. Basta agora abrir o Word para ter tudo pronto a funcionar como se fosse uma instalação limpa.

4-word-a_

5 – Chrome
A função de reset do Chrome coloca o browser com as definições originais e também nos livra de problemas causados por extensões problemáticas. Para voltar a ter um browser “limpinho”, entre no menu do Chrome (três linhas horizontais no canto superior direito), faça scroll até ao fundo da página e clique em ‘Mostrar definições avançadas…’. A última opção de todas é aquela de que andamos à procura: ‘Repor definições’’; depois, carregue em ‘Repor’ mais uma vez. Com isto, o histórico do browser, as passwords guardadas e os seus sites favoritos não vão ser afectados. Pelo contrário, definições que alterou, extensões e cookies vão à vida.

5-chrome_

6 – Firefox
Para restaurar as definições originais do Firefox, abra este browser, escreva about:support na barra de endereços e dê um ‘Enter’. Isto vai abrir a página de troubleshooting do Firefox, onde vai poder ver um destaque à direita: ‘Otimize o Firefox’ com o botão de ‘Restaurar o Firefox…’ por baixo. Clique aqui, e depois no mesmo botão que aparece numa janela pop-up, para remover extensões, anular mudanças e apagar cookies.

6-firefox_

7 – Internet Explorer
O botão de reset pode ser encontrado dentro da opção ‘Opções da Internet’ do menu de definições do browser (ícone da engrenagem no canto superior direito). Aqui, entre no separador ‘Avançadas’ e clique em ‘Restaurar Definições Avançadas’ e depois em ‘Repor’. Pode escolher o que quer apagar, como o histórico ou as passwords guardadas, ao seleccionar as caixas respectivas. Uma sugestão: da primeira vez que fizer isto, não seleccione estas opções para ver se o browser começa a funcionar bem, mesmo com estes dados activos. Se detectar falhas na utilização, então sim, apague tudo e recomece do zero.

7-internet-explorer_

8 – Edge
O novo browser da Microsoft não tem qualquer opção de reset que permite apagar extensões ou mudanças feitas nos menus. A única coisa que pode fazer é limpar o histórico de buscas. Para fazer isto, clique nos três pontinhos que estão no canto superior direito da janela do browser, escolha ‘Definições’ e depois ‘Escolher o que pretende limpar’. Primeiro clique em ‘Mostrar mais’ e depois marque todas as caixas, menos a das ‘Palavras-passe’, finalizando com um toque em ‘Limpar’.

8-edge_

Categorias
Guia completo

Jornalista de tecnologias desde 2005, tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil. Gosta de carros rápidos e de hotéis caros. Não tem um helicóptero porque decidiu gastar o prémio do último Euromilhões no desenvolvimento de um smartphone de marca própria.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link