Review – Samsung Gear Fit 2

Apesar de atraente, a primeira pulseira desportiva da Samsung esteve longe de ser um sucesso, por ser demasiado limitada, razão pelo qual a nova Gear Fit 2 parece ser, em teoria, a pulseira desportiva perfeita.

Vem equipada com um ecrã Super AMOLED mais pequeno (1,5 polegadas) mas de resolução e brilho superior, sendo possível ler o seu conteúdo na vertical, ao contrário do seu antecessor. Ergonomicamente perfeita e à prova de água (embora não deva tomar banho ou nadar com ela), esta traz um sensor de batimento cardíaco algo impreciso (o do Gear S2 é melhor) e uma autonomia que pode chegar aos três dias (dia e meio com actividades).

Tem ainda um receptor GPS que permite registar os percursos realizados, mas a falta de altímetro impede-o de detectar variações de altitude, um ponto importante para os adeptos de trails que gostariam de dispensar o uso de Smartphones para as provas. O Gear Fit 2 tem 4 GB de memória interna para colocar músicas que poderão ser reproduzidas usando auscultadores Bluetooth, ou então tirar partido da app do Spotify, de modo a aceder às suas músicas e playlists do seu smartphone.

Como é tradicional com os restantes wearables da Samsung, também a Gear Fit 2 só funciona com dispositivos Android, muito embora tenhamos tido dificuldades em conseguir emparelhar e sincronizar a pulseira com diversos dispositivos Android, inclusive um Galaxy S7 Edge fornecido pela Samsung para este teste.