MobilidadeReviews

Review – Lenovo Thinkpad X1 Tablet

Este tablet Lenovo Thinkpad X1 pertence claramente ao “clube Surface”, uma classe de tablets que tem aspecto e funcionalidades muito semelhantes às do tablet da Microsoft, embora não sejam exactamente iguais.

O Thinkpad X1 tem um ecrã de 12 polegadas, capaz de reproduzir imagens uma resolução máxima de 2160 x 1440 e inclui um processador Intel Core m7-6y75 que funciona a 1,2 GHz, mas que pode chegar aos 1,51 GHz em modo turbo. A memória RAM tem 8 GB e o disco, SSD chega aos 256 GB.

A gráfica está integrada no processador e é uma Intel Graphics HD 515, que partilha a memória com o resto do sistema. As ligações incluem USB tipo C e mini DisplayPort. Na parte de trás, estão um leitor de cartões microSD para ampliar o espaço de armazenagem e um leitor de cartões SIM que permite ao X1 aceder à internet através de rede de dados móveis de uma qualquer operadora. Estas duas ranhuras estão escondidas atrás de um suporte que serve para equilibrar o tablet quando está a trabalhar em cima de uma mesa.

A construção em metal do X1 é excelente e o ecrã tem uma qualidade muitíssimo boa oferecendo imagens com um recorte e cores acima da média. Uma das melhores características deste tablet é o teclado que vem incluído. Trata-se de uma reprodução dos excelentes teclados que a Lenovo inclui nos seus computadores portáteis. As teclas são em plástico com um curso e toque quase perfeitos. Como é hábito, além do trackpad, o teclado do Lenovo Thinkpad X1 tem também um trackpoint entre as teclas G e H que serve para controlar o apontador do rato. Tal como acontece com os tablets da Microsoft, a ligação do teclado ao tablet é feita através de um sistema magnético que permite a ligação e remoção rápidas.

Dentro da caixa encontrará também uma caneta com qual pode tirar partido das funcionalidades de escrita natural e desenho proporcionadas pelo Windows 10. A experiência de utilização é muito boa e com cerca de um quilo, o conjunto do teclado e tablet não são complicados de transportar para onde quer que vá. Nos nossos testes, este Lenovo não se portou muito mal, embora tenha um processador de baixo consumo: os quatro núcleos dão-lhe alguma potência de processamento interessante. Já nos testes de bateria, o desempenho não foi lá grande coisa, visto não ter conseguido ir além dos 182 minutos – ainda assim, melhor que o mais recente tablet da Microsoft, que conseguiu apenas 150 minutos.

Arranque: 7 seg

Peso: 1,06 kg

PCMark 8 H: 2396

PCMark 8 W: 2743

PCMark Bat: 182 min

3DMark CG: 4665

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×