Os 50 comandos mais úteis do Windows – Parte 2

Na segunda parte do guia completo à Linha de Comandos do Windows, vamos abordar os comandos que pode usar para organizar os ficheiros gravados no disco, ou qualquer outro...

Na segunda parte do guia completo à Linha de Comandos do Windows, vamos abordar os comandos que pode usar para organizar os ficheiros gravados no disco, ou qualquer outro suporte de gravação de dados.

[section label=”Comandar o Ambiente de Trabalho” anchor=”Comandar o ambiente de trabalho”]

  • Comandar o Ambiente de Trabalho

Por defeito, quando abre uma nova janela de Linha de Comandos, a pasta onde se encontra é a c:\Users\oseunome, por isso, todos os comandos que der apenas vão afectar os ficheiros que estão gravados nessa pasta. Para trabalhar noutra pasta terá de mudar o foco da linha de comandos.

Por exemplo, se quiser usar a linha de comandos com os ficheiros que estão gravados no seu Ambiente de Trabalho escreva ‘cd ambiente de trabalho’ (sem as plicas) e prima enter. Se estiver a usar o Windows em inglês escreva ‘cd desktop’ (sem as plicas) e prima enter.

Assim que o comando for aceite pelo computador, a linha de comandos mudará para: c:\Users\oseunome\ambiente de trabalho para indicar que mudou de pasta.

[section label=”Criar uma pasta” anchor=”criar uma pasta”]

  • Criar uma pasta

O comando ‘md’ é a abreviatura de ‘make directory’, ou, em português: criar directoria. Para criar uma directoria, ou pasta, nova escreva ‘md pasta’, ou qualquer outro nome que lhe apeteça usar. Não se esqueça do espaço entre o comando e nome da pasta!

Comando-MD

Exemplo de uma pasta cujo nome tem mais de uma palavra.

Se quiser usar um nome com duas ou mais palavras para a sua pasta terá de usar aspas, como por exemplo: md “pasta com mais de um nome”.

Este é daqueles comandos do Windows que não lhe dá feedback se tudo correr como o esperado. Por isso, se a pasta for criada como deve ser, a única indicação que vai obter do comando md é uma nova linha de comando em branco.

Se quiser ver a sua nova pasta terá de usar o comando ‘dir’ de que falámos na primeira parte deste tutorial.

[section label=”Apagar uma pasta” anchor=”apagar uma pasta”]

  • Apagar uma pasta

Tal como acontece com o comando ‘md’ também o comando para remover pastas, o ‘rd’ é uma abreviatura. Neste caso de ‘remove directory’, ou remover directoria.

Para apagar uma pasta escreva ‘rd pasta’ (sem as plicas) e prima enter.

Se quiser apagar uma pasta que tenha um nome com várias palavras terá de usar aspas, tal como no ‘md’. Fica assim: rd “pasta com mais de um nome”.

Por defeito, o comando rd não consegue apagar pastas que contenham ficheiros ou outras pastas. Isto serve para proteger os ficheiros de apagamentos acidentais.

Para apagar pastas tenham algo dentro delas pode usar o modificador ‘/s’. A linha de comandos ficará assim, supondo que se quer apagar a pasta ‘pasta’ que contém ficheiros:

‘rd pasta /s’

Quando se usa o modificador ‘/s’, o sistema pede sempre a confirmação do utilizador antes de apagar uma pasta.

[section label=”Apagar um ficheiro” anchor=”apagar um ficheiro”]

  • Apagar um ficheiro

O comando para apagar um ficheiro é o ‘Del’, a abreviatura de ‘Delete’, ou apagar em inglês. Para apagar um ficheiro terá de o chamar pelo “nome completo”, ou seja, no formato nome.extensão. Por exemplo para apagar o ficheiro ‘apagar.txt’ terá de dar o comando:

‘del apagar.txt’.

Se der só o comando ‘del apagar’ o sistema vai mostrar-lhe uma mensagem de erro a indicar que não consegue encontrar o ficheiro que quer apagar.

[section label=”Mover um ficheiro” anchor=”mover um ficheiro”]

  • Mover um ficheiro

Comando-move

Se quiser mover um ficheiro de uma pasta para outra terá de usar o comando ‘move’. Para mover o ficheiro imaginário ‘mover.txt’ do Ambiente de Trabalho para a pasta ‘pasta’ terá de dar o seguinte comando:

‘move mover.txt pasta’

O ficheiro será copiado para a pasta ‘pasta’ e removido do local de origem.

[section label=”Copiar um ficheiro” anchor=”copiar um ficheiro”]

  • Copiar um ficheiro

Comando-copy

A diferença entre mover e copiar um ficheiro é o facto de, no primeiro, acaba-se com uma única cópia de um ficheiro e, no segundo, obtêm-se duas cópias.

Recorrendo ao mesmo exemplo usado para o comando move, a copia de um ficheiro é feita da seguinte forma:

‘copy mover.txt pasta’

[section label=”Copiar ou mover para outra pasta” anchor=”copiar ou mover um ficheiro para uma pasta diferente”]

  • Copiar ou mover um ficheiro para uma pasta diferente

Para copiar um ficheiro para uma pasta que não esteja dentro da que está terá de indicar o caminho completo que leva à pasta de destino. Por exemplo, se quisermos mover o ficheiro ‘mover.txt’ para a pasta ‘destino’ que está na raiz do disco C:. O utilizado encontra-se na pasta ‘Ambiente de trabalho’. Comando é o seguinte:

‘move mover.txt c:\destino’

Se, por exemplo quisermos mover um ficheiro para uma pasta chamada ‘destino2’ que está dentro da pasta ‘destino’ usa-se o seguinte comando:

‘move mover.txt c:\destino\destino2’

Se quiser mover um ficheiro para uma pasta que está na pasta ‘destino3’ que está na drive d:, o comando é o seguinte:

‘move mover.txt d:\destino3’

Se quiser copiar os ficheiros, a única coisa que tem de fazer é substituir o comando ‘move’ pelo comando ‘copy’.

[section label=”Mudar o nome a uma ficheiro ou pasta” anchor=”mudar o nome a um ficheiro ou pasta”]

  • Mudar o nome a um ficheiro ou pasta

O comando para mudar o nome a um ficheiro é o ‘rename’ e para mudar o nome terá de saber o “nome completo”, ou seja o nome e extensão do ficheiro que quer mudar.

O comando fica assim:

‘rename nome1.txt nome2.txt’

[section label=”Mudar o nome a uma drive” anchor=”mudar o nome a uma drive”]

Este comando também funciona com pastas. No entanto, neste caso, não precisa de uma extensão.

  • Mudar o nome a uma drive

Apesar de usarem letras para se distinguirem, as drives também podem ter nomes. Neste caso o comando a usar é o ‘label’ e tem o seguinte formato:

‘label nome’

O comando label muda automaticamente o nome da drive onde o utilizador se encontra e necessita que a Linha de comando esteja a ser executada em modo de administração.

[section label=”Trabalhar com vários ficheiros de uma vez” anchor=”trabalhar com vários ficheiros de uma só vez”]

  • Trabalhar com vários ficheiros de uma só vez

Tudo isto é muito bonito, mas se tiver 100 ficheiros para copiar ou apagar, não dá jeito nenhum ter de o fazer um a um, por isso existe uma forma de alterar um conjunto de ficheiros de uma vez, independentemente do seu tamanho.

Para tal, em vez de nos referirmos a cada ficheiro pelo nome, substituimo-lo por um asterisco. Por exemplo, se quisermos copiar todos os ficheiros de extensão ‘.jpg’ da pasta onde estamos para uma outra chamada teste que está na raiz da drive C: fazemos o seguinte:

‘copy *.jpg c:\teste’

Se quisermos apagar todos os ficheiros de extensão ‘.txt’ da pasta onde nos encontramos damos o seguinte comando:

‘del *.txt’

Também podemos fazer a coisa de outra forma, supondo que se quer mover todos os ficheiros cujo o nome começa pela letra ‘a’ com qualquer extensão para a tal pasta ‘teste’ na raiz da drive c: faz o seguinte:

‘move a*.* c:\teste’

[section label=”O que são os pontos?” anchor=”o que são os pontos na listagem de uma pasta”]

  • O que são os pontos na listagem de uma pasta?

Comando-Dir

Tal como vimos na primeira parte, o comando ‘dir’ serve para ver o conteúdo de uma pasta e quando escreve ‘dir’ e prime enter as primeiras pastas a aparecer na lista têm como nome ‘.’ e ‘..’

Este um sistema de denominar, respectivamente, todos os ficheiros dessa pasta e a pasta imediatamente anterior. Isto serve para facilitar o trabalho de quem está a usra a Linha de Comandos para gerir muito ficheiros ou pastas.

Por exemplo, se quiser mudar para a pasta imediatamente anterior à que se encontra escreva:

‘cd ..’

Obviamente que isto não funciona se já se encontrar na primeira pasta da drive, também conhecida como pasta raiz.

No caso do ponto, se quiser apagar todos os ficheiros de uma pasta de uma só vez escreva:

‘del .’

[section label=”Copiar ficheiros e pastas de uma vez” anchor=”copiar ficheiros e pastas de uma só vez”]

  • Copiar ficheiros e pastas de uma só vez

Existe um comando que permite copiar uma estrutura de pastas e ficheiros de uma só vez. Chama-se ‘xcopy’ e segue a mesma mecânica do ‘copy’ ou do ‘move’. Por exemplo, se quiser copiar a estrutura de pastas e ficheiros que está dentro da pasta ‘pasta’ para a drive ‘d:’ dê o seguinte comando:

‘xcopy pasta\*.* d:\ /s’

Este comando copia tudo, excepto as pastas vazias. Se quiser fazer uma cópia integral dê o comando:

‘xcopy pasta\*.* d:\ /s /e’

Categorias
DicasGuia completo

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link