Review – Synology DiskStation DS716+

Apresentado no início de Novembro, o DiskStation DS716+ é o mais recente sistema NAS da Synology apontado para utilizadores um pouco mais exigentes. Este modelo tem duas baias para...
DiskStation DS716+

Apresentado no início de Novembro, o DiskStation DS716+ é o mais recente sistema NAS da Synology apontado para utilizadores um pouco mais exigentes. Este modelo tem duas baias para discos SATA de 3,5 ou 2,5 polegadas que podem ser removidos ou instalados sem ter de se desmontar a caixa. Na parte frontal estão os habituais LED que indicam o funcionamento da unidade, o acesso aos discos e actividade de rede. Existem também dois botões – para desligar/ligar o disco e para activar o sistema de cópias de segurança automático. Entre os dois botões está uma entrada USB 3.0 para ligar uma outra unidade de armazenamento.

Na parte de trás encontramos a ventoinha de refrigeração, duas entradas RJ-45 Gigabit para ligação em rede, duas entradas USB 3.0 para ligar mais discos, UPS ou impressoras e uma entrada eSATA para discos externos.

Como é hábito na Synology, a qualidade de montagem é do melhor que se encontra em qualquer lado, não havendo nada fora de sítio nem solto.

Synology-Detalhe

Lá dentro está um processador Intel Celeron N3150 com quatro núcleos a 1,6 GHz (base) mas que pode chegar aos 2,08. A memória RAM é de 2 GB, quantidade esta que não pode ser ampliada. O software é o já conhecido DSM, que oferece a hipótese de configurar as partilhas de rede, protocolos e serviços oferecidos pelo NAS a partir de uma interface gráfica que funciona dentro de um browser.

Mas, a grande novidade do DS716+ é a inclusão do novo BTRFS, um sistema de ficheiros desenhado pela Oracle para sistemas Linux que oferece mais tolerância a erros e mais protecção de dados. Tudo isto acontece, porque o sistema inclui um conjunto de ferramentas automáticas como a verificação de integridade dos dados, a duplicação de metadados dos ficheiros e os backups.

Segundo a Synology, este DS716+ consegue velocidades de leitura até 218 Mb/s e 141 Mb/s de escrita, o que é suficiente para converter vídeo de 4K para 1080p de forma rápida. Neste teste, fizemos as medições com o nosso habitual conjunto de ficheiros com 4,7 GB.

A representante da Synology em Portugal, a Digicomp, colocou neste NAS discos mecânicos WD RED de 4 TB configurados com a Synolgy Hybrid RAID, uma tecnologia proprietária que permite a configuração fácil de sistemas RAID. Neste caso, o NAS está a funcionar em modo RAID 1, ou seja, um disco para gravar dados e outro para cópia de segurança automática.

No nosso teste de velocidade obtivemos 56,6 MB por segundo de cópia do computador para o disco e 79,6 do disco para o computador. As velocidades não são espectaculares, mas estão muito perto dos valores anunciados pela Synology no site.

Este disco de rede está muito bem equipado e isso reflecte-se em demasiado no preço: 490 euros, sem discos, é um pouco puxado, mesmo para tanta “artilharia”.

Categorias
ArmazenamentoReviews

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link