MobilidadeReviews

Review – LG Nexus 5X

Nexus 5X

Com a chegada dos novos Nexus, a Google optou pela criação de dois modelos provenientes de fabricantes distintos, sendo a LG o fabricante escolhido para o novo Nexus 5X (o 6P é feito pela Huawei). Este modelo, que oferece melhor relação preço/qualidade, vem equipado com um ecrã táctil de 5,2 polegadas, capaz de reproduzir imagens com 1920 x 1080 pixéis, o equivalente a uma densidade de 423 pontos por polegada.

Usando um chassis totalmente em plástico (na realidade são policarbonatos injectados em molde), este assemelha-se a anteriores modelos Nexus produzidos pela LG, existindo apenas dois elementos que se destacam: um círculo criado para actuar como sensor de impressões digitais e, acima deste, o sensor de imagem colocado de forma saliente. Este, por estar saído, poderá gerar com alguma facilidade o aparecimento de riscos na lente. O sensor tem uma resolução de 12,3 MP e destaca-se pela ampla abertura de f/2.0, pela utilização de um sistema de focagem automática em infravermelhos eficaz (tecnologia da LG) e pela possibilidade de captação de vídeo tanto em 4K (a 30fps) como em câmara lenta (a 120fps). O Nexus da LG peca, no entanto, pelo software utilizado, sendo este o básico da Google, exageradamente simples e que acusa a falta de funções e acesso a modos manuais.

Internamente este Nexus 5X recorre ao processador Qualcomm Snapdragon 808 de oito núcleos a 1,8 GHz (o mesmo do LG G4), 2 GB de memória RAM e 16 ou 32GB de espaço para armazenamento, que infelizmente não pode ser expandido, visto não existir espaço para cartões MicroSD.

A bateria usada tem 2700 mAh e não pode ser substituída, mas isso não constitui um problema, uma vez que a autonomia obtida nos testes foi surpreendentemente elevada. Esta tem a particularidade de usar a nova ligação USB Tipo C, que permite um carregamento mais rápido, mas em contrapartida obriga a que tenha de andar com o transformador sempre consigo quando viaja; além disso impossibilita a utilização das actuais baterias portáteis.

Em termos de desempenho, está ao nível do esperado, não só pelo uso do veloz processador como pela presença da versão mais recente do Android 6.0.1 Marshmallow.

 

PCGuia

2 comentários

  • “O Nexus da LG peca, no entanto, pelo software utilizado, sendo este o básico da Google, exageradamente simples e que acusa a falta de funções e acesso a modos manuais.”

    Como assim? Este é todo o propósito de comprar um smartphone da linha Nexus. Esta review não diz nada para além do óbvio. E já agora, o preço indicado não é o praticado.

  • A proposta da linha Nexus é justamente fornecer o Android “puro”, sem o dedo das fabricantes, com atualizações de software rápidas. Isso não é um ponto negativo, pelo contrário, existe uma procura grande por esses smartphones, que são os únicos no mercado com essa proposta.

Os comentários estão encerrados.

Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×