ImagemReviews

Canon PowerShot G5X

canon_g5x

 

Durante a nossa viagem à Canon Expo 2015 em Paris, fomos surpreendidos pelo lançamento de dois novos modelos da família de máquinas compactas avançadas, as novas PowerShot G5X e G9X. Ambos os modelos vêm equipados com o mesmo conjunto de sensor e processador de imagem de outros modelos da gama GX, como a G7X e G3X, ou seja, um sensor retroiluminado de uma polegada com 20,2 MP associado a um rápido processador de imagem DIGIC 6. Isto significa que tanto o sistema de focagem automática, como todos os controlos de exposição são idênticos, ou seja, muito eficazes para uma máquina destas dimensões, razão pelo qual este conjunto está preparado para ser usado no dia-a-dia, mesmo que abuse das sensibilidades ISO disponíveis, de 125 a 12 800. Neste campo fomos surpreendidos com a quase inexistência de ruído em imagens tiradas com ISO 3200, sendo possível conseguir-se boas imagens com o valor ISO a 6400.

O sistema de focagem automática, que pode usar 31 pontos, detecção de rosto ou toque com selecção no ecrã táctil (de três polegadas em ambos os modelos) está rapidíssimo, uma melhoria significativa face aos anteriores sistemas usados pela Canon. Também o vídeo foi tido em conta, sendo possível em ambos os equipamentos captar vídeo em resolução 1920 por 1080 px a 60, 50, 30, 25 e 24 fotogramas por segundo, podendo através deste modo usar-se alguns modos especiais, como o filme em Time-Lapse das estrelas (FullHD até 30 fps) e o efeito Miniatura (720p a 6 fps).

canon-powershot-g5x-topo

Existem igualmente os Filtros Criativos para a fotografia, mas estes, embora sejam mais do que alguma vez irá precisar de usar, pecam pela inexistência de controlo sobre os mesmos, não sendo possível (por exemplo) ajustar o nível de HDR (Alta Gama Dinâmica).

Em termos de diferenciação entre os modelos, a G5X destaca-se pelo uso de um corpo maior, mais robusto e mais completo, como se se tratasse de uma mini SLR, também devido à colocação, no topo, de um visor electrónico OLED, bem como de um pequeno flash integrado, existindo ainda uma sapata no topo que permite usar um flash externo da série EX. Além da roda de ajuste de exposição temos uma roda adicional à frente, personalizável, bem como comandos atrás, para navegação nos menus, como se estivéssemos a usar uma EOS.

Já no caso da G9X, mais compacta, esta vê os seus botões físicos limitados ao mínimo essencial, remetendo para o ecrã táctil (fixo na G9X, basculante na G5X) todos os controlos adicionais. Existem igualmente diferenças em termos de objectiva, estando a compacta G9X equipada com uma objectiva com zoom óptico de 3x (28 a 84 mm) com abertura f/2,0 a 4,9, sendo a objectiva da robusta G5X mais versátil graças ao zoom óptico de 4,2x (24 a 100 mm), com uma abertura de f/1,8 a 2,8. Só este último ponto é o suficiente para que se notem diferenças na qualidade das imagens captadas com ambos os modelos, em situações equivalentes.

Com tudo isto, o que queremos dizer é que ambas são duas excepcionais máquinas fotográficas compactas avançadas, sendo a G9X mais interessante para quem pretenda mobilidade máxima e a G5X mais indicada para quem pretende um equipamento compacto, mas que não pode prescindir de controlar os parâmetros à sua medida.

 

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×