Descomplicómetro – 4K

A tecnologia de ecrã 4K é a evolução natural do HDTV 1080p porque oferece maior resolução em ecrãs com sensivelmente o mesmo tamanho.

As vantagens do 4K, para além do óbvio aumento da definição da imagem, são também a possibilidade de se instalarem televisores com ecrãs de grandes dimensões em locais relativamente pequenos, visto que a densidade dos píxeis é tão grande que faz com que não se notem, mesmo a distâncias bastante curtas.

Há que desfazer uma confusão que se instalou no mercado dos televisores entre 4K e Ultra High Definition TV. Apesar de existirem muitas ofertas de aparelhos que indicam que são 4K, na realidade são UHDTV, isto porque oferecem apenas 3840 x 2160 píxeis de resolução enquanto um painel de imagem certificado 4K tem de oferecer 4096 x 2160. Este formato UHDTV acabou por tornar-se o standard de facto para as TV 4K.

O que os fabricantes de televisores estão a fazer, quando dizem que um ecrã 3840 x 2160 é 4K, é usar a forma de quantificação da resolução dos ecrãs da geração anterior, que era feita a partir do valor dos píxeis na vertical do ecrã (1280 x 720p ou 1920 x 1080p) e não da horizontal, como diz a norma 4K.

Assim, para efeitos de marketing, ecrãs com 3840 x 2160 píxeis são 4K porque a norma dita que é necessário haver 2160 píxeis na vertical que, efectivamente estão lá.

Do lado dos operadores, incluindo o YouTube, a norma 4K que foi adoptada é a UHD e já existem alguns operadores a emitir em 4K, incluindo o Netflix, que chega a Portugal em Outubro, que transmite as séries House of Cards e Breaking Bad, bem como alguns documentários em 4K.

 

Formato Resolução Aspecto Nº de píxeis
DCI 4K (CinemaScope) 4096 × 1716 2.39:1 7 028 736
DCI 4K (Reenquandrado) 3996 × 2160 1.85:1 8 631 360
DCI 4K (Resolução Nativa) 4096 × 2160 1.90:1 (256:135) 8 847 360
Ultra-high-definition TV 3840 × 2160 1.78:1 (16:9) 8 294 400
Ultra-wide TV 5120 × 2160 2.33:1 (21:9) 11 059 200
WHXGA 5120 × 3200 1.60:1 (16:10) 16 384 000