Review – Samsung T3 2TB SSD

A utilização de discos SSD, enquanto unidades externas, não é uma novidade: a Toshiba foi o primeiro fabricante a comercializar em Portugal uma solução do género, o Canvio AeroMobile....

A utilização de discos SSD, enquanto unidades externas, não é uma novidade: a Toshiba foi o primeiro fabricante a comercializar em Portugal uma solução do género, o Canvio AeroMobile. Este disco, além de apenas armazenar conteúdos, permitia diversas outras funcionalidades, como backup de cartões SD e ligação Wi-Fi, para acesso aos conteúdos através de dispositivos móveis.

Porém, como deve imaginar, a capacidade era bastante limitada, apenas 120 GB, uma ninharia, quando comparada com o que nos oferece a mais recente solução da Samsung: 2 TB. Esta solução, T3, destaca-se por oferecer a mesma tecnologia utilizada pelos discos internos SSD 850 EVO, como o controlador MGX e os mesmos chips de memória NAND, que utilizam 3D V-NAND. Com um processo de fabrico de 40 nm, o disco garante, não só maior desempenho, como maior durabilidade.

No que respeita a ligações, temos USB 3.1 Type-C, embora o cabo fornecido seja compatível com ligações USB 3.0 (ou 2.0). Ainda assim, caso disponha de um cabo com duas ligações USB 3.1 Type-C, poderá ligar este disco ao seu dispositivo móvel Android e usar o mesmo para partilhar dados entre os dispositivos, mesmo que haja encriptação AES-256 bit. Internamente, estão presentes dois controladores que convertem a ligação SATA para USB 3.0: o ASMedia 1153E para a ligação USB 3.0 e o ASM1542 para USB 3.1 Type-C.

Em termos de desempenho, estranhamente, não conseguimos velocidades comparáveis aos dos modelos internos SATA, talvez devido a limitações com as ligações usadas, embora tenhamos usado uma plataforma Intel Kaby Lake com chipset Z270.

Como tal, pelos testes realizados com o ATTO Disk Benchmark, registámos uma média de 465 MB/s de velocidade de leitura e 159 de escrita. Através do AS SSD Benchmark, usando ficheiros de 1 e 10 GB, verificámos que os valores de leitura e escrita se mantiveram intactos, demonstrando assim que este disco não tem as limitações dos discos SSD com chips de memória NAND do tipo TLC – estes, ao esgotar a memória cache, vêem a velocidade de escrita descer significativamente. Como contra? Apenas o preço, próximo dos 900 euros.

Velocidade de escrita: 159 MB/s
Velocidade de leitura: 465 MB/s

Categorias
ArmazenamentoReviews

Editor da revista PCGuia, com mais de 10 anos no mercado de publicações tecnológicas. Grande adepto de tudo o que seja tecnológico, ficção científica e quatro rodas.

Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Insira o seu nome e endereço de e-mail para receber as newsletters da PCGuia