Review – HP Elitebook X360 1030 G2

Um novo computador para profissionais.
HP Elitebook X360 1030 G2

Este é, talvez, o terceiro ou o quarto computador híbrido da HP que passa aqui pela redacção. O Elitebook tem a particularidade de permitir que o ecrã seja rodado até ficar com a parte de trás paralela à parte de baixo. Isto permite ter realmente o melhor de dois mundos: um portátil que também é um tablet, mas em vez de separar o teclado do ecrã, roda-se. O ecrã tem 13, 3 polegadas e é sensível ao toque.

Leitor de cartões
Por ser uma máquina virada para os mercados empresariais, este HP X360 inclui algumas particularidades que não são muito comuns nos produtos vendidos para o mercado de consumo. Exemplo disto é o leitor de smartcards que está colocado do lado esquerdo e que permite ao utilizador autenticar-se perante o sistema operativo, ou de recursos em rede, através de um cartão, como o Cartão de Cidadão.

Isto minimiza a necessidade de usar uma password e serve também para acrescentar uma camada-extra de segurança. Também existe um módulo LTE que permite aceder a redes móveis. Isto é particularmente útil se não quiser andar com um hotspot atrás ou usar o seu smartphone como hotspot.

Novo USB
Outra novidade deste modelo renovado é a presença de uma entrada USB Type-C, que permite ligar um monitor, dispositivos de armazenamento, adaptadores de rede ou qualquer outro hardware compatível com esta norma.

Tal como acontece com os outros computadores desta linha da HP, o Elitebook X360 1030 é uma máquina toda em alumínio cinza claro e tem uma qualidade de construção muito boa. Quando se quer rodar o ecrã, o esforço para o fazer é mínimo. Na parte de trás do mesmo, junto à parte superior, está uma risca que atravessa a tampa de um lado ao outro. Trata-se da antena para Wi-Fi e Bluetooth que foi colocada neste local para eliminar as interferências do chassis ou de outros componentes.

HP Elitebook X360 1030 G2

Uma máquina “despachada”
A utilização do Elitebook é muito agradável. O teclado tem um toque confortável e é bastante silencioso. Já o trackpad é difícil de usar com precisão, pelo que é melhor usar um rato.
Estas máquinas híbridas que rodam o ecrã têm um problema sem resolução: o peso e o toque não são os de um tablet feito para o ser. Isto quer dizer que a distribuição de massa não é a mais indicada para andar com ele na mão, enquanto toca no ecrã com a outra, durante muito tempo… já para não falar do peso.

Quanto ao desempenho, pode dizer-se que o Elitebook, ao usar uma versão um pouco mais musculada do processador Intel Core i5, é uma máquina muito despachada a fazer a maior parte das tarefas. A HP encontrou aqui um equilíbrio entre a velocidade do processador e a bateria, porque o tempo de vida da mesma entre cargas não é dos piores que já vimos num Core i5.

Ponto final
O Elitebook é uma máquina cara: os preços começam nos 1790 euros para a versão Core i5 menos potente. O mecanismo de rotação do ecrã funciona como deve ser, mas esta máquina é mais um portátil que um tablet, pela distribuição de massa quando está em modo tablet e pelo peso em si. De resto, como computador, faz tudo a que se propõe com facilidade.

+ Características técnicas
+ Desempenho
– Preço

Medições: 3,5
Experiência: 2
Preço: 2
Nota final: 7,5

Distribuidor: HP
Site: hp.com
Preço: desde €1790

PCMark 8 Work PCMark 8 Home 3D Mark Cloudgate PCMark 8 Home Bateria (minutos)
3220 2862 6138 383

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
Processador: Intel Core i5-7300U a 2,6 GHz
Memória: 8 GB
Armazenamento: 256 GB SSD
Placa Gráfica: Intel HD 620
Ecrã: 13,3” (1920 x 1080)
Ligações: USB Type-C, 2 x USB 3.1, HDMI 1.4, microSIM externo, jack 3,5 mm
Dimensões: 316 x 218 x 149 mm
Peso: 1,28 kg

Categorias
MobilidadeReviews

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.

Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

ARTIGOS RELACIONADOS

  • Review Star Wars Battlefront 2

    Para mim, há dois jogos passados no universo Star Wars que se destacam pela história e ambiente e que ainda não foram ultrapassados desde que saíram: TIE Fighter, um...
  • Hisense Rock 30

    Review – Hisense Rock 30

    No ultra-competitivo mercado nacional de smartphones sucedem-se as apresentações de equipamentos que tentam, de uma forma ou de outra, tentar intrometer-se num jogo que já tem os seus “campeões”...
  • Review: EasUS Partition Master

    A EasUS já nos habituou ao desenvolvimento de ferramentas úteis, eficazes e fáceis de usar, sendo o EasUS Partition Master um excelente exemplo das suas soluções. Disponível já na...
  • Astro A10

    Review – Astro A10

    Quem disse que os bons headsets para gaming tinham de custar uma pequena fortuna? ...