Review – Asus Zenfone 3 Max

Este smartphone da Asus faz parte da linha ‘ZenFone Max - Autonomia sem Limites’ e, só por aqui, dá para perceber logo qual a principal premissa deste telefone. ...

Este smartphone da Asus faz parte da linha ‘ZenFone Max – Autonomia sem Limites’ e, só por aqui, dá para perceber logo qual a principal premissa deste telefone. Fora isso, é um smartphone cujas características estão de acordo com as habituais em terminais do género: 32 GB de armazenamento, compatibilidade com cartões micro SD até 256 GB, 4 GB de RAM e dual SIM.

A versão testada foi a de 5,5 polegadas, cuja resolução do ecrã é de 1080 x 1920. Embora esteja ali perto dos limites dos smartphones de maiores dimensões, este ZenFone (modelo ZC553KL) garante uma utilização confortável. O ecrã responde bem ao toque e garante uma boa visibilidade em ambientes com muita luz – sem ser preciso estar a aumentar a luminosidade do ecrã para conseguir usá-lo na rua, por exemplo.

Aplicações da Asus são para “limpar”
Em relação ao sensor de impressão digital, que está localizado na traseira do telefone, abaixo da câmara, pode ir além de apenas um dedo como barreira de segurança. Não houve grandes problemas a reconhecer a impressão digital, por exemplo, mas o sensor poderia ser mais rápido a responder.

Para quem gosta de ter mais hipótese de controlo na hora de fotografar, a interface da câmara é de uso simples, podendo alternar rapidamente entre os vários modos disponíveis. São 16 MP na câmara traseira, com f/2.0, e 8 MP na câmara frontal, com f/2.2.

Onde é que este ZenFone não brilha? Nas aplicações da Asus. Quando o liga pela primeira vez, vai ver tudo menos um ecrã limpinho, com excesso de apps da marca e dos seus parceiros. Ainda que seja dada oportunidade de escolha na configuração inicial, vai sempre ter mais apps que aquelas que quer.

Este smartphone junta a ZenUI 3.0 ao Android 6.0 e o resultado é avassalador – os ícones são grandes, extremamente coloridos e os ecrãs demasiado atafulhados. Quem for fã de uma estética mais clean e minimalista, vai sentir-se ligeiramente perdido à procura da aplicação que quer…

Quando o telefone se transforma em PowerBank
Esta versão da gama ZenFone conta com uma bateria de 4100 mAh, como já sabemos. A Asus achou que esta capacidade era tão elevada que, na caixa, até inclui um adaptador para poder carregar outros dispositivos, como se fosse um powerbank. Se é estranho contrariar aquela ideia de que o smartphone é o principal destinatário das cargas das nossas baterias portáteis? Muito. Na visão do utilizador comum, gostamos sempre de ter bateria no terminal – não usá-la para andar a distribuir pelos restantes gadgets. Mas deitando esta concepção fora, a ideia de eliminar um objecto da mochila do dia-a-dia até é simpática. Quando precisar de voltar a carregar o smartphone, este ZenFone permite também cargas rápidas.

Medições
Antutu: 44249

PCMark: 5242

3D Mark Ice Storm Unlimited: 9466

PCMark Work Test: 617 minutos

Categorias
MobilidadeReviews

É fã de tecnologia que lhe permita facilitar a vida e tem pavor a todo e qualquer sinal que diga bateria fraca. Passa a vida a ouvir música.
Um comentário
  • 3R
    31 Maio 2017 at 17:04
    Deixe um comentário

    Aconselha a comprá-lo para quem quer utilização de apps, mail, boas fotos e boa duração de bateria?

  • Deixe um comentário

    *

    *

    Publicidade

    RELACIONADOS

    Subscreva as newsletters da PCGuia e ganhe

    %

    30

    DE DESCONTO NA ASSINATURA ANUAL DA REVISTA.

    30

    %

    Obrigado pela subscrição!

    Vai receber um email nosso com um link para activar a subscrição da newsletter. Na página onde confirma a subscrição encontrará um código de desconto de 30% na aquisição de uma assinatura de 12 meses da revista.