Usa o CCleaner? Então há fortes hipóteses de ter malware no computador.

Segundo a empresa de segurança Talos, durante algum tempo, a versão 5.33 do popular programa gratuito para limpeza e manutenção do Windows, CCleaner continha malware que infectava o computador assim que programa era instalado.
CCleaner

De acordo com a Avast, a empresa que detém o CCleaner, desde o lançamento original em 2003, o CCleaner foi descarregado mais de dois mil milhões de vezes. Não se sabe ao certo quantos utilizadores foram afectados por esta recente quebra de segurança dos servidores da Avast, onde estava disponível o ficheiro infectado, mas a Talos indica que o CCleaner é descarregado mais de cinco milhões de vezes todas as semanas. A Talos, indica que os hackers exploraram a confiança implícita que os utilizadores colocam nas empresas e programas antivírus, o que faz com que estes tipos de programas sejam instalados sem os cuidados que outros programas despertam nos utilizadores, conseguindo assim espalhar o vírus com mais facilidade.

O CCleaner está disponível numa versão gratuita e numa versão Pro que é paga.

Se estiver a usar a versão 5.33 do CCleaner remova-a do Windows através do Painel de Controlo, ou actualize para a versão mais recente (5.34). Depois use o seu antivírus para fazer uma busca completa ao sistema operativo para detectar e apagar quaisquer vírus que possa ter passado para o computador. Se quiser usar um programa de busca de vírus mais completo, pode experimentar o Malwarebytes (gratuito), o Hitman Pro ou o Zemana.

Pode ler o artigo completo com as descobertas da Cisco Talos aqui.

Categorias
NotíciasSegurança

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

RELACIONADOS