Porque é que as luzes de Natal podem interferir no desempenho das redes Wi-Fi

Ontem, o regulador britânico das telecomunicações lançou uma app, que infelizmente ainda não está disponível em Portugal, que serve para verificar a qualidade das redes sem fios domésticas e...

Ontem, o regulador britânico das telecomunicações lançou uma app, que infelizmente ainda não está disponível em Portugal, que serve para verificar a qualidade das redes sem fios domésticas e não só.

No mesmo anuncio também foram enunciados vários dispositivos que existem nas nossas casas cuja actividade pode contribuir para que as redes sem fios não tenham o desempenho que deviam.

Fala-se de fornos microondas, computadores, sistemas de som, mas, como estamos quase no Natal, o que chamou mais a atenção nos vários sites que veicularam a notícia foi a menção das luzes usadas na decoração das árvores de Natal.

Mas porque é que isto acontece?

O espectro electromagnético que nos rodeia é composto por vários tipos de radiação, como as ondas rádio, microondas ou a luz visível. Cada uma destes tipos de radiação têm um comprimentos de onda e frequências diferentes.

Espectro

Espectro Eletrcomagnético

As redes sem fios usam a gama de frequências dos 2,4 GHz (Gigahertz), ou superior. Isto quer dizer que os dispositivos que usam esta tecnologia usam um sinal com 2.400.000.000 ciclos, ou ondas, por segundo para comunicarem. Como termo de comparação os rádios FM usam a gama de frequências dos 100 MHz, ou seja 100.000.000 ciclos por segundo.

Isto faz com que o comprimento de onda usado nas redes sem fios seja substancialmente mais curto, tornando o sinal muitíssimo mais fraco que o das ondas FM porque necessitam de muito mais energia para cobrirem a mesma distância.

Isto torna os sinais de rádio das redes Wifi-fi vulneráveis a interferências vindas de outros dispositivos que emitam ondas electromagnéticas como os microondas. A própria instalação eléctrica da casa também pode interferir.

E é aqui que entram as luzes de Natal, que, normalmente, usam cabos de baixa qualidade que deixam passar muita radiação electromagnética para as zonas adjacentes.

No entanto, não desligue já as luzes da sua árvore!

São precisos muitos metros de cabo com luzes para que se sinta um impacto real na velocidade de funcionamento da sua rede doméstica.

O segredo para se ter uma boa rede sem fios em casa tem a ver com a localização do router: evite sítios fechados, próximos de electrodomésticos e tente colocá-lo o mais alto possível visto que o sinal Wi-fi propaga-se melhor na vertical que na horizontal, é por isso que, às vezes, é mais fácil apanhar a rede sem fios dos vizinhos que a nossa.

Para diagnosticar o funcionamento da rede sem fios de sua casa também pode dar uma vista de olhos a este artigo.

Categorias
DescomplicómetroDicasNotícias

Sou director da PCGuia há alguns anos e gosto de tecnologia em todas as suas formas. Estou neste mundo muito por culpa da minha curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica.
Sem comentários

Deixe um comentário

*

*

Publicidade

RELACIONADOS

Subscreva as newsletters da PCGuia e ganhe

%

30

DE DESCONTO NA ASSINATURA ANUAL DA REVISTA.

30

%

Obrigado pela subscrição!

Vai receber um email nosso com um link para activar a subscrição da newsletter. Na página onde confirma a subscrição encontrará um código de desconto de 30% na aquisição de uma assinatura de 12 meses da revista.