Qualcomm lança novo Snapdragon 8 Gen1

Saiba tudo sobre o futuro System-on-Chip da Qualcomm, e quais serão os smartphones Android topo de gama que irão utilizar este processador, que serão lançados já no início do próximo ano.

Após vários rumores e uma espera mais longa que o habitual, a Qualcomm revelou a nova geração do seu SoC (System-on-Chip) topo de gama, que abandona a designação 8xx para se passar a designar de Snapdragon 8 Gen 1. Este novo SoC, que será fabricado pela Samsung e não pela TSMC, como alguns rumores sugeriram, utilizará o novo processo de fabrico de 4 nm, o mesmo que será utilizado pela Samsung no futuro Exynos 2200.

Este SoC utilizará um novo processador de oito núcleos, estruturado por um núcleo Kryo Prime, baseado na arquitectura ARM Cortex-X2 a 2.995 GHz, três núcleos Kryo Performance, baseados na arquitectura ARM Cortex-A710 a 2.5GHz e quatro núcleos Kryo Efficiency, baseados na arquitectura ARM Cortex-A510 a 1.79 GHz.

Este novo processador deverá ter um desempenho até 20% superior ao do actual Snapdragon 888, e 30% mais eficiente que este, graças ao novo processo de fabrico e à nova arquitectura ARM v9. Relativamente à controladora gráfica, a nova Adreno terá um desempenho até 30% superior que o oferecido pela actual Adreno 660, mas terá um consumo energético até 25% inferior.

Através da nova tecnologia Adreno Frame Motion Engine, este novo GPU conseguirá duplicar o número de fps no ecrã consumindo a mesma energia que o Adreno 660, bem como poderá oferecer o mesmo desempenho, mas gastando apenas metade da energia. A integração da API Vulkan 1.1 permitirá garantir uma impressionante melhoria de desempenho que pode chegar aos 60%, em situações onde esta API seja utilizada.

O novo Snapdragon 8 Gen 1 utilizará uma nova unidade tripla de processamento de imagem (Spectra 680 ISP), que irá garantir até 3.2 Gigapíxeis por segundo, o que permitirá captar vídeo a 108 MP a 30 fps. Isto significa que os smartphones equipados com este SoC serão capazes de captar vídeo a 8K em HDR10+ em RAW de 18-bit, e tirar fotografias de 64 MP ao mesmo tempo.

A capacidade de captação de imagens em modo nocturno foi seriamente melhorada, graças à captação de até 30 imagens com um só disparo (o Snapdragon 888 permitia até 6). O sistema de inteligência artificial do ISP promete oferecer melhor desempenho a nível de medição de exposição, focagem automática e detecção de faces, disponibilizando agora um motor específico para efeitos Bokeh, que pode ser utilizado em vídeo 4K, e um motor para correcção de aberrações cromáticas em fotografias ultra grande angular.

O processador neural de sétima geração promete quadriplicar o desempenho face ao processador neural utilizado no Snapdragon 888, garantindo ao mesmo tempo uma maior eficiência energética (até 1.7x). Igualmente lançado em conjunto com o novo Snapdragon 8 Gen 1 estará o novo Snapdragon X65, um modem 5G de quarta geração, que além de ser compatível com todas as normas em vigor (mmWave e sub-6 GHz), será compatível com futuras normas, que serão capazes de garantir até 10 Gbps de largura de banda.

Será igualmente compatível com a norma Wi-Fi 6E, e o módulo Bluetooth permitirá, pela primeira vez, transmitir áudio com qualidade de CD sem compressão (lossless). Até ao momento sabe-se que o novo Snapdragon 8 Gen 1 será utilizado pela Xiaomi na futura gama Xiaomi 12, pela Motorola na gama Edge, pela Realme no futuro Realme GT 2 Pro, pela Oppo na gama Find X4, pela OnePlus na futura gama OnePlus 10 e pela Samsung, na futura gama Galaxy S22, embora neste último caso não se saiba ainda ao certo se a Samsung manterá a tradicional divisão de mercados, com alguns países a receber os SoC da Qualcomm, e outros os SoC Exynos.

Exit mobile version