Windows 11 entra na fase final de testes

A primeira versão do Windows 11, a 21H2, será lançada a 5 de Outubro.
Windows_11_PC

A versão 21H2, a primeira versão do Windows 11, deve chegar a 5 de Outubro e a Microsoft já começou a distribui-la aos seu parceiros comerciais para testes e validação antes do início da distribuição ao público em geral.

Isto é um marco no desenvolvimento do Windows 11 porque quer dizer que o sistema operativo está a ser testado para utilização por clientes empresariais.

As empresas que participem no programa de testes Windows Insider devem receber uma nova notificação no Windows Update. Para além do programa de testes, o Windows 11 também está disponível através dos Windows Server Update Services (WSUS) e do Azure Marketplace.

A instalação do Windows 11 é opcional, por isso os utilizadores podem escolher continuar a usar o Windows 10, nas versões 21H1 ou 20H2. Também podem escolher actualizar o Windows 10 para a versão 21H2 (Actualização de Outubro de 2021), e continuar a receber actualizações.

Se o utilizador tiver hardware compatível com o Windows 11, mas não quiser fazer o upgrade, pode clicar na opção ‘Manter o Windows 10 por agora’. Quando esta opção é seleccionada, será oferecida a actualização para a versão 21H2 do Windows 10. A notificação não aparecerá, se o hardware do computador não for compatível com o Windows 11.

A versão 21H2 do Windows 10 é uma pequena actualização, que inclui vários melhoramentos gerais e novas funcionalidades de segurança para empresas.

O próximo passo no desenvolvimento do Windows 11 será o lançamento no Release Channel do programa de testes Windows Insider, que se destina ao público em geral.

A Microsoft já anunciou que o Windows 11 será disponibilizado para download no dia 5 de Outubro a todos os que já tiverem o Windows 10 v2004 ou posterior a funcionar em hardware compatível. A empresa espera que o upgrade seja disponibilizado a todos em meados de 2022.

A Microsoft não alterou os requisitos mínimos do processador para o Windows 11, que mencionam processadores Intel a partir da oitava geração, ou AMD Ryzen de segunda geração. A empresa está a avisar quem está a testar o Windows 11 em hardware não suportado, que deram feedback sobre a experiência de utilização, que devem mudar outra vez para o Windows 10.