Segunda-feira, 19 de Outubro de 2020
iCUE_NEXUS_19
PeriféricosReviews

Corsair iCue Nexus

O meu primeiro teclado com ecrã complementar foi o saudoso Logitech G15, um dos primeiros teclados a serem construídos especificamente para jogadores.

Na altura o meu jogo principal era o World of Warcarft (ainda antes da primeira grande expansão), e o facto de ter acesso a um conjunto de informações complementares com um relance dava alguma vantagem em muitos duelos e a passar algumas instances, como as famosas Dead Mines ou Gnomergan.

Depois do G15, a Logitech ainda lançou o G19, com um ecrã a cores e suporte para algumas dezenas de jogos e aplicações, mas desde aí nunca mais apostou nessa tecnologia.

Chegados a 2020, a Corsair, que fabrica alguns dos melhores teclados e ratos para jogos, decidiu reinventar esta tecnologia e torná-la opcional. Assim nasceu o Corsair iCue NexusQue tal , um ecrã sensível ao toque, que se pode adaptar a vários teclados da marca ou, se usar qualquer outro, pode ser usado em separado.

O ecrã do iCue Nexus tem 5 polegadas de diagonal com uma resolução de 640 x 40 pixéis e uma ligação USB 2.0.

Corsair iCue Nexus

Imagem 1 de 6

Dentro da caixa vêm três suportes com autocolantes na parte de trás, que servem para instalar o iCue Nexus em teclados da Corsair. Está incluído um quarto suporte com uma peça em borracha na parte inferior que permite utilizar o dispositivo com qualquer setup, independentemente do teclado. Basta ter uma ligação USB livre.

Software

Como o nome indica, o iCue Nexus é controlado através do software iCue da Corsair, que centraliza a configuração de todos os produtos da marca.

Assim que se liga o Nexus, ele cria vários ecrãs com comandos para os vários dispositivos da Corsair que tenha no seu setup. Por exemplo, pode alterar o esquema de iluminação do teclado, ou os DPI do rato, mas não pode alterar os comandos que aparecem porque estão em “modo de leitura”, o que é pena.

Para além do hardware da Corsair, o software reconhece alguns dos sensores presentes em praticamente qualquer motherboard, como os das temperaturas ou da rotação das ventoinhas do sistema. Esta informação pode ser adicionada ao Nexus facilmente através do software iCue.

O fundo de cada ecrã pode ser alterado e até se podem usar ficheiros GIF animados para dar algum movimento.

Os vários ecrãs que são criados automaticamente, ou pelo utilizador, podem ser alternados através de um swipe no ecrã para a esquerda ou para a direita e não existe limite para a quantidade de ecrãs que os utilizadores podem criar.

O que tem limite é o suporte para software, nomeadamente para jogos. De todos os jogos que tenho instalados no computador, o único que tem suporte directo é o Rainbow Six Siege, graças a uma parceria com a Corsair. Tudo o resto tem de ser criado á mão. Jogo a jogo.

Imagem

A qualidade da imagem do ecrã não é má, principalmente tendo em conta a resolução. O único ponto menos bom é que o ecrã tem um brilho algo fraco, que pode dificultar a visualização em situações em que haja muita luz ambiente.


Distribuidor: Corsair

Preço:  €99,90


Dados técnicos:

 

Tamanho do ecrã 5 polegadas
Resolução 640 x 48
Taxa de actualização 24 FPS
Retroiluminação Sim
Sensível ao toque Sim, um único ponto
Botões programáveis por ecrã 6
Ligação USB 2.0
Dimensões em mm (L x A x  P) 154 x 16 x 35
Peso 60 gr
PCGuia

Classificação

Funcionalidades8.5
Experiência de utilização8
Preço/Qualidade8

Gostámos

  • Ecrã sensível ao toque
  • Ecrãs infinitos

A rever

  • Suporte para jogos muito curto
  • Documentação incluída para a configuração

Ponto final

8.2A única coisa em que a Corsair podia ter trabalhado um pouco mais antes do lançamento, era na integração do Nexus com jogos, principalmente os jogos mais populares do momento, deixando os mais obscuros, ou de nicho, para os entusiastas. Tirando isto, é um dispositivo muito bem construído e com muito potencial, que pode vir a ser indispensável nos setups dos jogadores mais fanáticos pelo controlo dos seus jogos.