MobilidadeReviews

Acer Predator Triton 700

Revelado durante o evento anual da Acer, em Nova Iorque, e na Computex de Taiwan (ambos em 2017), o Acer Predator Triton 700 chegou, finalmente, a Portugal. Mas o que tem este laptop de tão especial? Simples: uma das melhores configurações possíveis para computador portátil num chassis tão estreito (apenas 18,9 mm), sem a habitual artimanha de medir apenas a parte frontal, deixando a secção traseira, mais espessa, fora das especificações. Aqui há-que dar todo o mérito à Acer, pelo chassis impressionantemente fino.
Para garantir esta espessura em todo o chassis, a marca teve de optar por soluções invulgares, como colocar o touchpad em cima do teclado, estando este alojado na janela de vidro (Gorilla Glass de 0,7mm) que permite visualizar o sistema de arrefecimento deste sistema.
Embora visualmente impressionante, em termos ergonómicos nãonos conseguimos adaptara esta solução, não tanto pelo teclado, que tem um tacto impressionante, mas pela localização do touchpad: esticar um dos braços para usar o touchpad é tudo, menos natural.

AeroBlade 3D

O Predator Triton 700 vem com um processador Intel Core i7-7700HQ de quatro núcleos a 2,8 GHz (até 3,8 GHz em modo Turbo) e uma controladora gráfica dedicada Nvidia GeForce GTX 1080 de 8 GB de memória. Esta última é compatível com a tecnologia Max-Q, o que foi fundamental para a Acer desenvolver uma solução eficaz para garantir o arrefecimento destes componentes. A marca desenvolveu um sistema composto por cinco heat-pipes, posteriormente arrefecidos por uma zona de dissipação de calor auxiliada por duas ventoinhas, uma de cada lado.
Estas ventoinhas utilizam a tecnologia Acer AeroBlade 3D que,embora sejam mais pequenas e estreitas, são mais eficientes que as ventoinhas tradicionais, devido ao desenho utilizado que possibilita uma deslocação de ar mais eficaz. Isto resulta num arrefecimento que, mesmo à velocidade máxima, não atinge os irritantes níveis de ruído dos sistemas tradicionais.

Alto desempenho

À configuração já descrita, acrescentam-se os 16 GB de memória RAM DDR4 a 2400MHz, e os dois módulos SSD PCIe de 256GB cada, que estão a funcionar em RAID 0, quase que duplicando (em teoria) as velocidades de leitura e escrita dos mesmos.
Estranhamente, mesmo ao usar o sistema Predator Sense da Acer, que gere de forma automática o nível de overclock dos componentes, o desempenho ficou ligeiramente abaixo dos valores registados por equipamentos rivais, como o recém testado HP Omen X que, estranhamente, usa uma placa gráfica ligeiramente inferior (Nvidia GeForce GTX 1070)e é 500 euros mais acessível.

Ponto Final

Apesar de não ser tão impressionante como outros rivais ligeiramente mais acessíveis, continua a ser impressionante como pode um computador tão estreito e “portátil”conseguir correr, sem hesitação, qualquer jogo que instalemos. É pena a colocação pouco ergonómica do touchpad.

+ Desempenho
+ Chassis compacto
-Ergonomia

Medições: 3,8
Experiência:2,5
Preço: 1,2
Nota final:7,5

Distribuidor: Acer
Site: acer.com/pt
Preço:€3299

Benchmarks

PCMark8Work PCMark8Home 3D MarkFirestrike 3D MarkIceStorm FarCry4 1920×1080 Very High Metro Last Light 1920×1080 DX11 Very High 16x AF
3519 4166 14109 128959 117,9 113,14

Características Técnicas

Processador: Intel Core i7-7700HQ a 2,8 GHz
Memória: 16 GB DDR4 2400 MHz
Armazenamento: 2 x 256 GB SSD PCIe (em RAID 0)
Placa Gráfica: Nvidia GeForce GTX 1060 6 GB
Ecrã: 15,6 polegadas IPS (1920 x 1080)
Ligações:3x USB3.0,USB 2.0,Thunderbolt3.0,HDMI,DisplayPort,GigabitLAN,jack3,5 mm
Dimensões: 393x266x18,9mm
Peso: 2,4kg

PCGuia
Este site utiliza cookies. Ao continuar a utilizá-lo estará a aceitar a nossa política de privacidade e os nossos Termos de utilização. Mais informação acerca da forma como utilizamos cookies está disponível aqui.
×