54% das empresas não têm protecção anti-ransomware

Estudo da Sophos chega a conclusões preocupantes.
Sophos New
Sophos

A Sophos refere no estudo “The State of Endpoint Security Today” que inquiriu mais de 2700 PMEs e chegou à conclusão de que 54% das empresas sofreram ataques de ransomware no último ano e não têm software anti-ransomware, bem como, 2/3 dos IT Managers não compreende o que é o software anti-exploit. Este estudo independente, conduzido pela empresa Vanson Bourne, inquiriu 2700 IT Managers de organizações de 100 a 5 mil colaboradores em 10 países.

O ransomware continua a ser a principal ameaça às empresas. De acordo com este estudo, 31% das empresas inquiridas espera ser vítima de um ataque de ransomware no futuro. Os três países mais atacados por ransomware são a Índia (67%), México (65%) e, por fim, os Estados Unidos da América (60%).

O relatório detalha ainda os sectores mais afectados por ataques de ransomware que são a Saúde e Tecnologias (76%) seguida de Energia, Petróleo e Gás (65%) e Negócios e Serviços Profissionais (59%).

“Uma das principais preocupações que os ataques de ransomware dão às empresas é o prejuízo. Este estudo apurou que 25% dos inquiridos estima um custo entre os 13 mil e os 70 mil dólares para resgatar um terminal afectado”, afirmou Ricardo Maté, Country Manager da Sophos Ibéria. “As empresas atacadas por ransomware poderão esperar um novo ataque no espaço de 12 meses com os prejuízos financeiros, técnicos e de negócio daí decorrentes”, concluiu.

Via Sophos.

Categorias
PCGuia Pro

Terra. Europa. Portugal. Lisboa. Elite: Dangerous. Blade Runner. Star Trek. Star Wars. Kraftwerk. Project Pitchfork. Joe Hisaishi. Studio Ghibli.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS

Newsletter PCGuia
Subscreva a newsletter da PCGuia para ficar a par das últimas notícias, dicas e análises de hardware e software.
Subscrever
close-link