Review – Intel Core i5-8600K Coffee Lake

Com a chegada da oitava geração de processadores Core, designada de Coffee Lake, assistimos a uma situação que não víamos há largos anos: a Intel a reagir à AMD.
Intel Coffee Lake

Queremos com isto dizer que, com a chegada dos Coffee Lake, a Intel consegue equiparar-se à família de processadores AMD Ryzen. Na base disto estão novos processadores que conseguem, finalmente, diferenciar-se de forma significativa aos seus antecessores, com o aumento do número de núcleos disponíveis, bem como ao aumento de velocidade de funcionamento, sem implicar um crescimento significativo do calor gerado pelos mesmos.

Isto deve-se às optimizações nos processos de fabrico, razão pela qual a Intel consegue agora lançar um processador de seis núcleos com um TDP de apenas 95 W. Como tem vindo a ser habitual, mais uma vez tivemos acesso ao processador através de um fabricante que não a Intel, tendo o modelo fornecido sido o modelo Core i5 de topo, o i5-8600K.

Este processador utiliza seis núcleos sem Hyper-Threading (disponível apenas nos Core i7), com uma velocidade de 3,6GHz, velocidade essa que pode atingir os 4,1 GHz através do modo Turbo, ou seja, quando é exigido maior desempenho do mesmo. Devido à utilização de um processo de fabrico optimizado, decidimos testar a capacidade de overclock deste processador, tendo sido possível atingir até 5,1 GHz de velocidade, de forma estável, com 1,25v de alimentação e um sistema de watercooling.

O desempenho, curiosamente, é muito parecido ao do processador Intel Core i7-7700K que, embora só tenha quatro núcleos, acaba por compensar com a maior velocidade de funcionamento. Face aos seus antecessores, os novos processadores Coffee Lake da Intel pecam por não introduzir grandes novidades em termos de funcionalidades, bem como pelo facto de apenas funcionarem em motherboards equipadas com a última geração de chipsets Intel Z370.

Espera-se mais tarde que a Intel acabe por lançar novos chipsets compatíveis, mais acessíveis, mas esta situação implica que, face aos modelos equivalentes da AMD, a compra de um computador novo acabe por ficar significativamente mais caro para uma plataforma Coffee Lake, comparativamente a um sistema AMD Ryzen equivalente, como um Ryzen 5 1600x e motherboard com chipset AMD B250.

Ponto Final

Com a oitava geração dos processadores Core, a Intel consegue, finalmente, impressionar face à anterior geração, não em termos de funcionalidades, mas sim em termos de desempenho. No entanto, o seu preço continua a ser elevado e exige uma motherboard com chipset Z370.

Características Técnicas

Socket: LGA 1151
Velocidade: 3,6 GHz (4,3 GHz em Boost)
Núcleos: 6
Cache L3: 9 MB
TDP: 95 W

+ Desempenho
– Preço
– Só funciona em motherboards com chipset Z370

Desempenho: 4
Experiência de Utilização: 3
Preço/Qualidade: 0,5
Pontuação: 7,5

Distribuidor: Intel
Site: Intel.com
Preço: €279,90

PCMark 8 (Home) 3DMark (FireStrike) AIDA 64 (Memory Read) Aida 64 (Memory Write) CineBench R11.5 (CPU) Metro L.L. (1920×1080 DX11 Low AF 4x)
Asus ROG Maximus X Hero 4484 11 597 40 312 41 341 13,03 109,7
Categorias
ComponentesReviews

Editor da revista PCGuia, com mais de 10 anos no mercado de publicações tecnológicas. Grande adepto de tudo o que seja tecnológico, ficção científica e quatro rodas.
Assinaturas

ARTIGOS RELACIONADOS